Um pouco de atenção com o nosso templo da MPB : Por Régis Truccolo

                 regis-coluna-imagem-incendioNa noite de sexta, dia 21 de outubro de 2016, os frequentadores do Espaço do Centro Histórico de Barreiras, o velho mercado Caparrosa, tiveram uma grande susto, que poderia ter proporções dantescas não fosse a agilidade dos nossos valorosos bombeiros. Enquanto, Luciana Lynn, soltava seu vozeirão fazendo um show no Boss Grelhados e Lanches, algumas pessoas avisaram que saia fumaça de uma das lojas do velho mercado. Quando fomos ver, já haviam chamas e o incêndio da loja de artigos de caça e pesca já tomava grandiosidade assustando tanto aos frequentadores dos bares vizinhos, como os comerciantes do velho mercado. Avisados, os bombeiros tiveram certa dificuldade de acessar o local, por causa do fluxo de veículos e de curiosos que cercavam as ruas próximas ao estabelecimento. Mas, agilmente, e com aquela bravura de sempre, os bombeiros locais conseguiram em cerca de 40 minutos debelar o fogo, para tranquilidade daqueles que presentes ao locam assistiam um pedaço da história de Barreiras sendo ameaçada pelo fogo. Parabéns bombeiros. Nossa gratidão! Dito isso, há tempos que publiquei nesta coluna, minha preocupação com a revitalização do Espaço do Centro Histórico, principalmente, cobrando uma atenção maior das autoridades para com o Velho Mercado, eis que, ali, é o “point” da noite barreirense. De segunda a domingo, invariavelmente, existem shows, às vezes de dois artistas na mesma noite, gente como Ramom Arievilo, Bosco e Jorginho Fernandes, George Guimarães, Remanescentes e Luciana Lynn, entre outros, que alegram e ajudam a minimizar o stress dos barreirenses que ali frequentam pizzaria, pastelaria, bares e restaurantes, um espaço de compreende três ruas e fica fechado com as mesas dos estabelecimentos comerciais. Ali está fincado o templo sagrado da MPB barreirense, o Bar de Vieira, o qual frequento há mais de 17 anos. E nesses anos que frequento ali, somente me lembro que na segunda administração do Dr. Saulo Pedrosa, o secretário de cultura, Sr. Durval Nunes, elaborou um projeto de revitalização do Velho Mercado Caparrosa. Naquela época Durval Nunes mandou limpar a parte interna do mercado, colocaram telas pra afugentar as pombas, e foi apresentado ao Banco do Brasil um projeto, para financiar a revitalização do Mercado. Como á época, Saulo, eleito pelo PSDB, era oposicionista ao governo Lula, o projeto de Durval Nunes, acabou sucumbindo nos trâmites burocráticos e entraves de interesses políticos, que quase sempre atravancam o progresso de Barreiras. De lá para cá, não lembro na administração Jusmari e nem na atual, do Sr. Antônio, qualquer gesto indicando interesse de revitalizar um dos pontos mais queridos dos barreirenses. Uma lástima. Um susto como de ontem deve servir de aviso aos governantes, responsáveis pelo Mercado Caparrosa. Instalações elétricas antigas, falta de fiscalização, entraves burocráticos aos locatários dos Box. Tudo muito perigoso. Mas, quem sabe o novo prefeito eleito, Zito, tenha um carinho melhor pelo espaço que é diversão de muitos barreirenses. O recém eleito vereador, João Felipe, informa pela rede social, este esteve com Benito Gama, presidente de seu partido, pedindo uma atenção especial ao Centro Histórico de Barreiras, inclusive com recursos para uma possível revitalização. É uma luz no fim do túnel, que já anima os barreirenses e tranquiliza os usuários do Velho Mercado.

Notícias Relacionadas