No amor não existem diferenças: Por Valkíria Mota

Falar de AMOR não é nada fácil, e muito menos falar do amor dos outros, cada ser possui o seu jeito de amar, amo ler histórias de superação e quando ela envolve sentimento e ação fico muito emocionada e claro essa é uma história de amor digna de ser compartilhada. Juliana e Rafael se conheceram na APAE de Luís Eduardo Magalhães em 2015, quando Rafael começou a frequentar a instituição que já fazia parte da rotina de Juliana desde 2008.

Em 2016 começaram a trocar olhares apaixonados e o namoro foi uma consequência. As famílias sempre apoiaram e, mesmo tentando, não foi fácil convencê-los a deixar o casamento para mais tarde, quando a vontade de viver juntos começou a brotar no jovem casal.
E foi no dia 04 de setembro, na sede da entidade onde o amor nasceu e que eles disseram sim ao casamento numa cerimonia repleta de amor e carinho. Ela com 18 anos e ele 25, possuem deficiência intelectual e tem em comum uma história de luta em busca da igualdade.

Dar esse passo foi muito importante para eles, provando que independente da condição, existe uma linguagem comum que nos une: O AMOR

Durante o período de namoro as famílias puderam se conhecer melhor e agora estão dispostas a ajudar Ju e Rafa, como são carinhosamente chamados, a serem felizes. Os dois vão morar na casa dos pais de Rafael e continuar sua rotina. Eles frequentam a Oficina Pedagógica da APAE e no período oposto, Rafael trabalha num supermercado a jovem Juliana está concluindo o Ensino Médio no Colégio Estadual Constantino Catarino de Souza. 

Casamento realizado no dia 04 de setembro de 2017.


Mesmo que a união seja motivo de questionamentos por parte da sociedade é um grande exemplo de superação e respeito ao desejo dos apaixonados que mesmo com suas deficiências puderam fazer suas escolhas.

Desejamos ao casal muitas bençãos. #Serfelizéumestilo

Notícias Relacionadas