Rui Rezende: Agradecimento em forma de amor e serviço

Gratidão pela vida! Foi assim que o fotógrafo baiano Rui Rezende se sentiu ao retornar ao Hospital do Oeste (HO), três anos após um grave acidente aéreo na divisa entre Barreiras e Luís Eduardo Magalhães, ocorrido enquanto fotografava uma plantação de algodão. Na época, permaneceu durante oito dias em coma induzido no complexo hospitalar. Além de agradecer e rever a equipe, Rui fez questão também de visitar a família HO para realizar uma ação pra lá de especial: “Eu gostaria de retribuir com um gesto de amor tudo o que foi feito por mim nessa unidade. Por isso, estou aqui, no mês nacional do doador de sangue, para fazer a minha doação e pedir para que as pessoas também façam a sua, pois assim como eu, qualquer um pode precisar”, declarou. “Ficamos felizes com o reconhecimento dos esforços de nossa equipe. Afinal, o nosso trabalho é salvar vidas. Além disso, saber que um paciente que chegou em nossa unidade em um quadro tão grave está bem e lutando por uma causa tão nobre é gratificante”, comentou Iranilde Oliveira, líder administrativa do HO.

Notícias Relacionadas