Novo Código Tributário de Barreiras causa polêmica e Prefeitura deve fazer revisão

A péssima repercussão do anúncio do Novo Código Tributário de Barreiras no meio dos comerciantes acendeu um sinal de alerta no Governo Zito Barbosa, várias reuniões foram realizadas mostrando a indignação do comércio lojista da cidade que foi uma dos pilares de Zito na sua campanha eleitoral.  Um comerciante que teve seu imposto taxado de R$ 500,00 para R$ 7.000,00,  uma majoração de 1.300 % ficou abismado com valor e como ele outros queriam saber qual critério tinha sido utilizado para se chegar a este resultado.

 

Carlos Prado Delegado do 14ª Conselho Regional de Contabilidade – CRC

Representantes de várias entidades  da sociedade se  reuniram com o Secretário de Finanças Arnon Lessa para saber o que levou o governo municipal a fazer essa majoração astronômica aos olhos dos comerciantes barreirenses.  Carlos Prado Delegado do 14ª do Conselho Regional de Contabilidade -CRC que vem trabalhando junto a CDL declarou ao Site Mais Oeste que existem pontos dentro do código que não estão claros a exemplo da forma do cálculo para apuração do tributo e o critério para se fazer a majoração, um exemplo é IPTU que possui no seu texto critérios de valoração do imóvel não específicos, ou seja poderia dar uma margem de várias  interpretações podendo dar uma distorção entre os vários imóveis da cidade. Segundo Carlos Prado a impressão da reunião com Arnon foi positiva e uma das primeiras vitórias da comissão foi prorrogar o vencimento dos impostos para a partir de 28 de fevereiro de 2018.

Zito Barbosa teria ficado irritado com a equipe que formulou o novo código

Segundo o Site Mais Oeste apurou com fontes ligadas a prefeitura de Barreiras, Zito sentiu o baque da repercussão e já estaria vendo com a sua equipe uma revisão minuciosa do código, atribuindo a este disparate tributário a equipe que formulou o código e não teria atendido as orientações da gestão municipal, vale lembrar que a bem pouco tempo atrás Barreiras tinha um outro secretário de Finanças Marcelo Abreu que vinha gerindo a pasta com mão de ferro e que até em alguns momentos teria desagradado o prefeito Zito Barbosa, uma das fontes do Site Mais Oeste chegou a dizer que os dois não andavam na mesma sintonia e discordando em alguns pontos.

O que a Prefeitura deve fazer a partir de agora 

Com todo este problema que foi surgindo e acabou virando uma avalanche nos braços do prefeito, ele que ontem (24) estava em Salvador já teria tomado uma decisão de fazer uma ampla revisão no código e que faria um comunicado para os comerciantes em geral nos próximos dias sobre estas mudanças que segundo um assessor são necessárias para a tranquilidade da gestão.

O que a CDL de Barreiras vem fazendo 

O Site Mais Oeste conseguiu falar com o novo presidente da CDL, André de Góes Braga que relatou que todo um trabalho está sendo feito, desde de setembro de 2017 , inclusive uma comissão formada por várias entidades  denominada: Comissão  Multidisciplinar de Revisão do Novo Código Tributário, vem se reunindo constantemente para discutir e sugerir as mudanças necessárias para a implantação do código em vigor. ” A classe está unida e lutando para mudar esta situação  estamos confiantes ” complementou o novo presidente da CDL André Braga.

Agora é aguardar para saber quais serão as próximas decisões do gestor Zito Barbosa diante da pressão dos comerciantes barreirenses.

Notícias Relacionadas