Agricultores mantêm negociações para a recuperação de mais nascentes de rios no oeste da Bahia

 

Os produtores rurais, por meio da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e da Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) vêm implementando ações para garantir a conservação de nascentes de rios no oeste da Bahia. Depois de fechar acordo de cooperação técnica para recuperar 11 nascentes em São Desidério, as instituições começaram a dialogar com o município de Riachão das Neves.  Neste primeiro encontro, realizado nesta quarta-feira (30), as entidades dos agricultores puderam conhecer as demandas e os trabalhos desenvolvidos pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Meio Ambiente.

O secretário, Fábio Bomfim, reforça que o município já vem garantindo esforços para a execução de ações voltadas para a recuperação de nascentes de rios. “No início deste mês, a nossa secretaria promoveu um curso com a participação de técnicos de outros municípios. Percebemos que a manutenção dos recursos hídricos é uma preocupação de todos, e com o apoio dos agricultores, temos certeza que vamos conseguir ampliar o projeto”, afirma Bonfim.

Ao representar a Abapa na reunião, o diretor-executivo Lidervan Morais, explica que é de interesse dos produtores investirem recursos em projetos para diagnosticar e proteger as nascentes, como vem acontecendo em São Desidério. “A ideia dos produtores e dos técnicos ligados à Abapa e Aiba é contribuir com projetos que já vem sendo desenvolvidos permitindo que mais rios e nascentes sejam protegidos e recuperados em nossa região”, afirma. Também participaram da reunião, a diretora de meio ambiente da Aiba, Alessandra Chaves, e os técnicos da secretaria de meio ambiente de Riachão das Neves, o engenheiro agrônomo, Denizar Borges, e a bióloga, Gisele Louzada.

Por meio do acordo de cooperação técnica firmado pela Aiba e Abapa com o município de São Desidério, termina nesta sexta-feira (2) o curso prático de recuperação de nascentes com os técnicos da Secretaria de Meio Ambiente para que sejam recuperados, inicialmente, nascentes de rios em 11 localidades da zona rural, ou seja, uma área de 80 hectares.  A previsão é que o programa de recuperação de nascentes incentivado pelos produtores rurais também possa ser realizado em outros municípios do oeste da Bahia, a exemplo de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães.

Assessoria de Imprensa Abapa 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *