Não reeleja e nem eleja quem já esteve lá! Por Mário Machado

2018 é uma oportunidade de ouro que não podemos e nem devemos desperdiçar, pois podemos renovar a 100% o Congresso Nacional, melhor, a política nacional. Mandato não é emprego, é transitório e tem que ser perene e altamente renovável

Recebi pelo WhatsApp esta lista dos 23 senadores que se não forem reeleitos perdem o foro privilegiado e poderão ser julgados e presos por corrupção. Não vote neles. Não os reeleja.

EUNÍCIO OLIVEIRA, ROMERO JUCÁ, LINDEMBERG FARIAS. HUMBERTO COSTA, RENAN CALHEIROS, GARIBALDI ALVES, JADER BARBALHO, EDSON LOBÃO, GLEISI HOFFMANN, AGRIPINO MAIA, CIRO NOGUEIRA, BENEDITO LIRA, AÉCIO NEVES, ALOYSIO NUNES, CÁSSIO CUNHA LIMA, VANESSA GRAZZIOTIN, LÍDICE DA MATA, VALDIR RAUPP, RICARDO FERRAÇO, IVO CASSOL, DALIRIO BEBER, EDUARDO BRAGA e JORGE VIANA – ISSO SÓ NO SENADO.

Estes 23 senadores investigados na Lava Jato ficam sem foro privilegiado se não se elegerem em 2018. Divulguem, repassem, viralizem isso.

#naoreelejaninguém   #semforoémoro

A lista dos senadores envolvidos na lava-jato precisa ser passada à todos os estados. Quem tem amigo em outro estado mande a lista e vamos tentar mandar para todo o país.

A questão não é só reeleição. Eles podem voltar como Deputados Federais, o senador Aécio Neves já está se articulando para voltar como Deputado Federal, e continuam com o foro privilegiado. Literalmente falando eles não podem voltar nem de uma forma, nem de outra.

A nossa oportunidade é agora, porém sabemos que lamentavelmente em alguns currais os “coroné” vortam. Infelizmente. Temos por obrigação não permitir que o Brasil continue sendo um celeiro de corrupção, roubalheira e sem-vergonhices.

O foro privilegiado é um outro câncer em nosso país e muitos, principalmente petistas e simpatizantes, perguntam por que muitos dos nomes da lista acima não foram processados ainda. Pelo simples fato de terem foro privilegiado. Talvez o Supremo esteja aguardando as eleições para, a partir de 1º de janeiro de 2019, remeter todos os processos para a 1ª instancia. Quem viver, verá!

Precisamos reagir, precisamos fazer algo NOVO para termos um país NOVO. Chega né, de tanta safadeza. Temos que reagir e agir com coerência, inteligência e sentimento de pertencimento a este país que é nosso.

Não reeleja e nem eleja quem já esteve lá! Sem bairrismo, mas com uma ponta de orgulho, o Rio Grande do Sul já aprendeu isso há vários anos e tem por cultura eleitoral e política, não reeleger ninguém. Podemos aprender também.

Precisamos do NOVO para renovar não só o quadro político, mas renovar nossas esperanças, nossa fé, nossa crença neste país maravilhoso.

Não reeleja e nem eleja quem já esteve lá!

Notícias Relacionadas