Primeira rodada: Sindsemb e prefeitura não chegam a um acordo no reajuste dos salários dos servidores

 

A presidente do Sindsemb Carmélia da Mata e o presidente do Sind Ac´s, Luciano Pereira, questionaram a proposta de percentual de 3% de reajuste, sem retroativo e mudança da data base para abril, mas mesmo assim, o governo manteve como proposta única. Ainda na reunião, os presidentes disseram que levariam a proposta para Assembleia com servidores para que fossem deliberadas.

Os servidores civis se reuniram em Assembleia para deliberação da pauta, e negaram a proposta do governo, solicitando que a contraproposta da categoria seja de 4% de reajuste e aprovação da mudança da data base para o mês de abril. Durante toda a assembleia, servidores se posicionavam criticando a retirada dos direitos com os projetos 09 e 10, e que esperavam o cumprimento da promessa do governo de valorização de todo o funcionalismo público.

A presidente Carmélia da Mata estará encaminhando a contraproposta nesta próxima terça-feira, 10, retornando a mesa de negociação para apresentar os questionamentos dos servidores, com a expectativa de que o percentual seja acatado.

“Somos um sindicato com voz da coletividade. Participamos de duas reuniões e abrimos a mesa de negociação com esse percentual, sabendo que os servidores não aceitariam. Vamos continuar lutando pelo reajuste, contando com a sensibilidade e acatamento da administração pública”, disse a presidente.