Prefeito e Secretário de Bom Jesus da Lapa são alvo da justiça

O mundo político de Bom Jesus da Lapa, que bem  pouco tempo era um estudo  de caso de boa administração, sendo alvo de elogios, agora começa a ruir ou para outros começa a transparecer o que realmente sempre foi, uma máscara de virtude mas com alma obscura, turva sem a devida transparência.
O primeiro fato foi quando a Justiça Federal que tornou o prefeito de Bom Jesus da Lapa e presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Eures Ribeiro (PSD), réu por ignorar pedidos de informações feitos pelo Ministério Público Federal (MPF) referentes à gestão de lixo de resíduos sólidos no município. Segundo o MPF, Eures se recusou a prestar informações como indicar as empresas que eram responsáveis pela coleta e pela destinação dos resíduos, em especial do lixo sólido hospitalar. Os esclarecimentos seriam utilizados pelo MPF para apurar as condições da cidade após representação feita pela ONG Lapa Limpa, que alegava diversas irregularidades ambientais cometidas pela empresa Ecolurb durante o descarte do lixo. Ainda de acordo com o MPF, foram enviados três ofícios ao prefeito requisitando as informações: o primeiro em agosto de 2014, depois em fevereiro de 2015 e por fim, em maio do mesmo ano. Após “não responder ao ofício”, o órgão transformou Eures em réu no dia 12 de abril deste ano. Na ação, os promotores pedem a suspensão dos direitos políticos de Eures em até cinco anos, pagamento de multa civil de até cem vezes o valor da remuneração percebida pelo agente e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais pelo prazo de três anos.
Eures em campanha para  UPB e as denúncias contra a prefeitura da Lapa
Quando o então candidato Eures Ribeiro esteve em Barreiras para fazer o lançamento da sua campanha rumo a UPB, o Site Mais Oeste fez uma pergunta ao candidato empolgado sobre como ele deixaria o prefeitura da Lapa naquele momento, Eures com sua voz rouca disse  tinha feito uma boa administração no primeiro mandato, que tinha deixado a casa arrumada, agora poderia levar a experiência da Lapa para a UPB. Dito e feito Eures ganhou, mas em contra partida as coisas começaram a não andar tão bem como aparentava antes. Muitas denúncias da oposição liderada pelo vereador Neto Magalhães e daí outros aspectos negativos começaram a aparecer com mais frequência, a última e muito grave é contra o Secretário Ricardo de Sá Dourado.

Secretário de Bom Jesus da Lapa é acusado de fraude contra associação rural.

O ex-vereador e atual secretário de Assistência Social do município de Bom Jesus da Lapa, oeste da Bahia, Ricardo de Sá Dourado, é acusado de fraudar documentos da Associação de Pequenos Produtores Rurais e Assentados Boa Esperança, para se beneficiar indevidamente com recursos destinados aos associados. Ricardo era contador da entidade entre outubro de 2015 e novembro 2017, período em que teria forjado alguns documentos e falsificado o carimbo e assinatura do Cartório de Registro de Imóveis, Títulos e Documentos civil da cidade.

A acusação foi feita pela então presidente da Associação, Sineia Brasileiro Gonçalves, que prestou queixa na delegacia local, no início do mês.  Ela alega só ter tomado conhecimento dos fatos após o cartório solicitar a presença do atual presidente da Associação para esclarecer o ocorrido. Ao comparecer no cartório, o atual presidente, José Domingos Barbosa, ficou sabendo de que a ata da eleição de 2015 foi fraudada e que a assinatura da tabeliã Vânia Ribeiro não conferia.

Procurado pelos representantes dos associados, Ricardo Sá se limitou apenas a devolver o valor de R$ 320, que ele teria pego da Associação para pagar o Documento de Arrecadação Judiciária (DAJ), o qual ele nunca apresentou o comprovante. Após descoberta a fraude, ele se comprometeu a devolver a quantia, mas não quis assinar o recibo nem prestar esclarecimentos.

“Nunca imaginamos passar tamanho constrangimento. Confiamos nele e achamos que a situação estava regularizada até ser surpreendidos com o comunicado”, desabafou a ex-presidente da Associação, Sineia Brasileiro.

Segundo informações de dentro da prefeitura de Bom Jesus da Lapa, esta não é a primeira vez que Ricardo da Consultec, como é conhecido o atual secretário de Assistência Social de Bom Jesus da Lapa, é acusado por fraude., mas não foi revelado quais seriam essas outras acusações.

Defesa 

Eures Ribeiro do PSD, declarou depois da matéria do MPF ter recebido com “muita novidade” o processo que o tornou réu na Justiça Federal por ter supostamente ignorado pedidos de informação do Ministério Público Federal (MPF) sobre a coleta de lixo sólido na cidade. Segundo o prefeito de Bom Jesus da Lapa, nenhum dos pedidos de informações feitos pelo órgão chegaram em sua mesa. “Nunca chegou nenhum pedido de informação que o órgão argumenta ter sido ignorado”, destacou Eures. “Responder um processo por não ter respondido questionamentos é algo novo porque eu nunca fiz isso na minha vida pública. Sempre tive total prazer em responder qualquer órgão de controle”, confrontou o prefeito. Já n´so tentamos vários contatos com o secretário Ricardo de Sá Dourado mas não obtivemos êxito.

 

 

 

Notícias Relacionadas