Agricultores que usam sementes com tecnologia vencem prêmio de produtividade de soja

O Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB) anunciou o resultado da 10ª edição do Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja, safra 2017/2018. Com mais de 5,5 mil inscritos em todo o Brasil, os produtores que utilizam sementes de soja com a tecnologia INTACTA RR2 PRO® da Monsanto, venceram em duas categorias – “Não irrigada – Norte-Nordeste”, com variedades Monsoy, e “Não irrigada – Nacional”, com variedades Don Mario, empresa licenciada INTACTA RR2 PRO®. Por mais um ano, os germoplasmas de alta produtividade e as tecnologias contribuíram para os bons resultados dos premiados.

Participando pela primeira vez do Desafio, o produtor Gabriel Bonato, do município de Sarandi, no Rio Grande do Sul, foi o vencedor do Desafio Nacional de Máxima Produtividade 2017/18 na categoria “Não irrigada – Nacional”. Bonato usou a cultivar DM 53I54 IPRO e colheu 127,01 sacas por hectare, número maior que o dobro da média nacional de produção de soja em áreas comerciais, segundo o CESB. O agricultor faz parte da segunda geração da família que cultiva o grão em Sarandi e, desde 2010, ele investe no aumento de produtividade na fazenda. Fatores climáticos e excelente histórico de manejo são algumas das razões da conquista do prêmio.

Já o vencedor da categoria “Não irrigada – Norte/Nordeste” foi o agricultor Marcelino Flores de Oliveira, da cidade de São Desidério, na Bahia. A produtividade dele com a cultivar M 8349 IPRO foi de 104 sacas por hectare.

Para os ganhadores, a qualidade das sementes foi um fator importante para o aumento da produtividade. A tecnologia INTACTA RR2 PRO® se consolidou por oferecer diversos benefícios ao agricultor, como alto potencial produtivo e proteção contra as principais lagartas que atacam a cultura de soja no Brasil. Desde que foi lançada no País, na safra 2013/14, o número de produtores que aderiram à plataforma saltou de 55 mil para mais de 170 mil no ciclo 2017/18. Segundo a líder de Negócios de Soja da Monsanto para a América do Sul, Maria Luiza Nachreiner, a expansão da tecnologia se deve aos benefícios que ela tem trazido no campo. “A soja com tecnologia INTACTA RR2 PRO® revolucionou o mercado e o aumento da adesão por parte dos produtores é prova disso”, afirma.

A Monsoy, marca de sementes de soja da Monsanto, tem mais de 20 variedades disponíveis e é, atualmente, a líder de mercado no Brasil, com 29% de Market Share. Isso significa que das dez variedades mais plantadas no Brasil, cinco são Monsoy (segundo a pesquisa AMIS Soja 17/18, da consultoria Kleffmann Group). Para o gerente de negócios da Monsoy, Rodrigo Nuernberg, os resultados alcançados pelo agricultor mostram a combinação entre o alto potencial produtivo do germoplasma Monsoy e a tecnologia para soja INTACTA RR2 PRO®, aliada ao excelente manejo e condução das áreas. “Investir em pesquisa é parte essencial de nossa estratégia. Ficamos muito felizes em saber que mais uma vez o nosso produto ofereceu mais ganho e produtividade ao agricultor. Queremos entregar sempre as melhores soluções aos nossos clientes. Dessa forma, conseguimos entregar diversos benefícios ao produtor, como, aumento de produtividade e variedades de soja que se adaptam às particularidades de cada região do Brasil”, diz.

O prêmio

A 10ª edição do Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja recebeu mais de 5,5 mil inscrições de produtores rurais interessados em colher mais na mesma área de plantio. O estado com maior participação foi o Rio Grande do Sul, com 1808 produtores inscritos. Desde a primeira edição, o prêmio já recebeu mais de 20 mil inscrições de produtores rurais de todo o Brasil. Em 2018, agricultores de 956 municípios participaram do evento.

*Terra

Notícias Relacionadas