Vingança motivou assassinato de mototaxista, diz auto confesso do crime

O acusado de matar o mototaxista Nilson Ferreira da Silva, em Riachão das Neves, foi preso na noite desta quarta-feira (11) no distrito de Roda Velha, em São Desidério. Identificado como André dos Santos, de 38 anos, foi encontrado em uma casa de prostituição e ao ser perguntado se tinha participação no crime, ele confessou.

O autor confesso do homicídio informou que era colega do mototaxista, mas descobriu que Nilson teve um caso com sua ex-esposa e a vítima o teria chamado de “corno”. Premeditando o crime e sem a vítima desconfiar, André chamou Nilson para uma corrida até Barra do Riacho, em Riachão das Neves, e cometeu o homicídio.

Motivado pela vingança, o acusado declarou que agrediu o mototaxista com golpes de cassete. “Eu trabalhava lá perto e conversava com ele todo dia, mas decidi fazer isso por causa do que falou”, afirma o autor confesso. O suspeito alega que não roubou Nilson, mas a polícia vai investigar a hipótese de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, apesar da moto da vítima ter sido encontrada na área do crime.

O corpo da vítima foi encontrado com diversos ferimentos na cabeça e algumas perfurações no corpo na localidade de Barra do Riacho na manhã de quarta-feira (11), por familiares e dirigentes do sindicato da categoria, onde Nilson também era diretor. 

André já esteve preso há cinco anos por formação de quadrilha, roubo e porte ilegal de arma de fogo. Ele apresentado na delegacia da Polícia Civil para serem tomadas as medidas cabíveis ao caso.

Notícias Relacionadas