Na Bahia, 13 cidades têm mais eleitores que habitantes; veja lista

No Oeste da Bahia, a cidade de Catolândia já tinha chamado atenção por ter mais eleitores do que moradores, agora essa realidade atinge 13 novas cidades do estado que têm mais eleitores do que habitantes com a nova estimativa populacional divulgada na semana passada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Levantamento realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) mostra que, em todo o Brasil, são 308 cidades que registram a variação entre população e eleitorado. Pela pesquisa anterior, a Bahia tinha cinco cidades com mais votantes do que moradores – em todo o Brasil, eram 231 no estudo divulgado no primeiro semestre deste ano. No país, o aumento no número de cidades com a nova estimativa do IBGE foi de 33%. Na Bahia, a variação foi de 160%.

Os cinco municípios baianos apontados no levantamento anterior permanecem no atual: Maetinga, Serra Preta, Lajedão, Poriraguá e Ribeirão do Largo. Além deles, na nova lista estão Anagé, Barro Preto, Boa Nova, Caatiba, Guajeru, Itapé, Jussiape e Maracás. Entre os estados, Minas Gerais lidera, com 93 cidades, seguido por Rio Grande do Sul (31), Goiás (30) e São Paulo (28).

Diferença expressiva

Na Bahia, Maetinga tem a maior diferença entre eleitorado e população: 3.213 (são 6.790 votantes contra 3.577 moradores). A cidade tem a quarta maior diferença no Brasil, atrás da paraense Canaã dos Carajás (3.805), da potiguar Severiano Melo (3.460) e da pernambucana Cumaru (3.369). As quatro já apareciam entre as maiores no levantamento anterior da CNM. Serra Preta, com discrepância de 1.886, é a segunda na Bahia e a sexta no Brasil. Segundo a CNM, a diferença é explicada pela flexibilidade que o domicílio eleitoral possibilita, ao permitir ao cidadão morar em uma cidade e votar em outra. Veja abaixo a lista das 13 cidades da Bahia.

Notícias Relacionadas

Postado por - 16 de abril de 2017 0
Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no WhatsApp