Desemprego recua em agosto, mas ainda atinge 12,7 milhões de pessoas

A taxa de desemprego no Brasil caiu para 12,1% no trimestre encerrado em agosto, mas ainda atinge 12,7 milhões de brasileiros, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi a quinta queda mensal seguida e trata-se da menor taxa de desemprego registrada no ano.

O contingente de desempregados é 4% menor que o registrado no trimestre encerrado em maio (529 mil pessoas a menos). Já na comparação com o mesmo trimestre do ano passado, quando havia 13,1 milhões de desempregados no país, a população desocupada caiu 3,1% (menos 406 mil pessoas).

O resultado ficou ligeiramente melhor do que a média das expectativas de 26 consultorias e instituições financeiras ouvidas pelo Valor Data, que apontava uma taxa de 12,2%. A população ocupada cresceu 1,3% (mais 1,2 milhão de pessoas) em relação ao trimestre móvel anterior, atingindo 92,1 milhões de brasileiros. Em relação ao mesmo trimestre de 2017, houve alta de 1,1% (mais 1 milhão de pessoas).

“Esse seria um quadro favorável se o aumento da ocupação não viesse acompanhado de informalidade… Esse cenário, embora haja redução da desocupação, ainda apresenta vagas de baixa qualidade.”, destacou o coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo.

Notícias Relacionadas