Bolsonaro diz que vídeo do filho sobre STF ‘foi retirado de contexto’

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) disse não ter visto o vídeo em que o deputado federal eleito por São Paulo Eduardo Bolsonaro (PSL), um de seus filhos, teria colocado em xeque o poder do Judiciário em relação à possibilidade de barrar a candidatura do pai em caso de impugnação.

No registro em vídeo que circula em redes sociais neste domingo (21), gravado antes do primeiro turno das eleições, o deputado aparece questionando o STF (Supremo Tribunal Federal) e diz que, para fechar a corte, seria necessário “um cabo e um soldado”.

Para Bolsonaro, as imagens compartilhadas foram retiradas do seu contexto original. “Não existem críticas ao STF. Alguém tirou esse vídeo de contexto. Se alguém acredita nisso, precisa procurar um psiquiatra”, disse o presidenciável, que afirmou “duvidar” que o filho tenha dado essas declarações.

Procurada pelo UOL, a assessoria do STF não comentou o assunto. Em Brasília, a presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Rosa Weber, que também é integrante do Supremo, foi questionada sobre o vídeo e afirmou que “todos os juízes honram a toga e não se deixam abalar com qualquer manifestação”.

Em São Luís, no Maranhão, o candidato a presidente pelo PT, Fernando Haddad, também reagiu à repercussão do vídeo com as declarações do filho de Bolsonaro. Em discurso durante caminhada pelas ruas da cidade, o presidenciável petista disse as afirmações do deputado federal eleito foram uma ameaça ao STF.

Notícias Relacionadas