96 profissionais da UPA Santa Luzia passam por capacitação em Barreiras

A parceria entre a Unibrasil Saúde e Prefeitura de Barreiras, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, garantiu dois dias de capacitação para 96 profissionais da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do Bairro Santa Luzia. Os temas Acolhimento e Classificação de Risco foram abordados pela enfermeira e facilitadora Maiza Macedo, durante toda a segunda-feira (5) e terça-feira (6), no auditório da Secretaria.

A capacitação trouxe aula expositiva, vídeos, discussão de casos clínicos e a interação entre as equipes de trabalho que vivem o dia a dia da Unidade de Pronto Atendimento. Segundo a facilitadora, é necessário que o paciente sinta segurança e ambiente favorável na abordagem da equipe. “Quando a gente pensa no acolhimento, ele independe da categoria de trabalho. Todos devem fazer o paciente se sentir bem no ambiente da UPA e esse acolhimento pode ser feito por qualquer profissional da saúde”, destacou Maiza Macedo.

Entre os objetivos destacados no evento, estão um novo olhar sobre o paciente, a organização dos serviços e a interação entre os setores da unidade. Já as abordagens sobre classificação de risco, foram direcionadas aos enfermeiros.  Segundo a coordenadora da UPA, Jamile Rodrigues, a educação continuada consiste na ideia da constante qualificação do indivíduo, seja no âmbito acadêmico, profissional ou pessoal.

“Em suma, a educação continuada seria a confirmação de que nunca é tarde para aprender ou que sempre há algo a ser aprendido, pois mesmo sendo capacitado é importante estarem sendo atualizados e relembrando o que foi estudado”, comentou a coordenadora.

Quem participou das atividades aprovou a iniciativa e a parceria entre o Governo Municipal e a Unibrasil Saúde. “Eu achei super importante, porque quanto mais você capacita o profissional, melhora a qualidade da assistência, da instituição e do atendimento. A população de Barreiras só tem a ganhar”, disse o farmacêutico da UPA, Ítalo Carvalho.

No fim de outubro, os médicos que atuam no Hospital Municipal Eurico Dutra e na UPA da Santa Luzia também participaram de um curso. Desta vez, sobre ACLS (Advanced Cardiovascular Life Support) ou SAVC (Suporte Avançado de Vida em Cardiologia), com ênfase no estudo das diretrizes do atendimento cardiovascular e emergências cardiológicas.

Notícias Relacionadas