Rui toma posse e diz que está aberto a dialogar com Bolsonaro

O governador reeleito da Bahia Rui Costa (PT) e o vice João Leão (PP) tomaram posse na tarde desta terça-feira (1°), durante solenidade realizada no plenário da Assembleia Legislativa do Estado (Alba), em Salvador.

A cerimônia contou com a presença da família do governador e do vice, dos deputados estaduais e outras autoridades, como vereadores da capital baiana, representantes das Polícias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e do Ministério Público (MP-BA), além do Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger.

Para 2019, Rui Costa prometeu melhorias na economia, saúde, segurança pública, educação e oportunidades para os jovens baianos. O governador se comprometeu a reformular o sistema educacional no estado e acompanhar o processo de perto.

No comunicado, o governador falou também sobre a recém-aprovada reforma administrativa. O projeto, que gerou polêmica com os servidores, entre outras medidas, prevê o salário do governador, de R$ 22 mil, como teto. O projeto ainda reduz quase mil cargos comissionados e extingui órgãos.

“Como no primeiro mandato, precisei ajustar a máquina estadual para continuar a dar horizonte à população baiana. As medidas são fundamentais para garantir que o estado permaneça funcionando plenamente e com mais eficiência para que os avanços continuem sendo possíveis”, disse.

O governador também citou as perspectivas de relação com o governo federal, durante o mandato do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que também tomou posse na tarde desta terça.

“Eu sempre torço pelo Brasil. Em qualquer situação. Então, pelo bem do povo brasileiro, eu vou torcer pelo Brasil, para que ele encontre o seu caminho, para retomar a economia e as coisas darem certo. O que eu puder ajudar como cidadão brasileiro e como governador, farei, porque ajudando o Brasil, nós estamos ajudando os 200 milhões de brasileiros”, afirmou.

Notícias Relacionadas