Luís Eduardo começará 2019 com investimentos na rede de educação

O primeiro edital publicado pela administração municipal de Luís Eduardo Magalhães (edital 001/2019) demonstra a concretização e o cumprimento do compromisso com a constituição do patrimônio público e reduzir os gastos com aluguéis.

O Edital 001/2019 chama empresas para a concorrência na construção de sete (07) grandes escolas. “Escolas de 12 e de 15 salas de aula” descreve o aviso do edital.

Conforme informações da Secretaria de Planejamento as escolas estarão distribuídas em Bairros e áreas que preveem o atendimento do público visando menor gasto com transporte escolar e melhores condições de acesso aos alunos.

Os bairros onde estarão localizadas as escolas do edital são: Cidade Universitária, Jardim das Acácias, Tropical Ville, Jardim Paraíso, Florais Léa, Santa Cruz e Mimoso II.

O Secretário de Educação Leandro Santos destaca que os investimentos na nova estrutura física, no entanto, vão além do que se constata no edital 001/2019.

“Já estão em construção mais duas (02) grandes escolas, uma de 12 salas no Sol do Cerrado/Solar dos Buritis e uma de seis salas no Vista Alegre. Ainda nos próximos dias teremos prontos os Projetos de construção das Escolas das Comunidades de Galhinhos, Vila 1 no Assentamento Rio de Ondas, e a reconstrução total das Escolas do Novo Paraná e da Bela Vista e a do Mimoso I que aguarda apenas a perícia judicial para o início da obra”.

O Prefeito Oziel Oliveira destaca a importância de registrar o momento histórico que vive o Município.

“Serão doze (12) novas Escolas Municipais e a reconstrução de mais duas (02), que somando à construção da Escola de Ensino Médio no Jardim das Acácias em parceria com o Governo do Estado, que está em fase final de construção contam quinze (15) novos prédios de qualidade e de propriedade pública, além da reforma e ampliação do Colégio Estadual Constantino Catarino de Souza”, destaca o Prefeito, e acrescentou:

“Com estes investimentos estaremos observando o princípio da economicidade, da qualidade nas condições de trabalho dos nossos profissionais da educação, da comodidade e bem estar dos nossos educandos mas principalmente cumprindo nosso compromisso de sair dos aluguéis e reconstituir o patrimônio público municipal”, finaliza Oziel Oliveira exibindo a maquete virtual dos prédios e o aviso de edital.