Barreirense esfaqueada por namorado morre em Irecê; autor do crime está foragido

Depois de passar 28 dias internada no hospital municipal de Irecê (BA), a barreirense Yana Lohanne Fernandes Pereira, de 18 anos, morreu na noite desta terça-feira (22). A jovem estava internada desde que foi brutalmente ferida pelo ex-companheiro no dia 24 de dezembro. Yana é filha de um famoso comerciante de fast food em Barreiras, conhecido como Índio do Cachorro-Quente.

Familiares afirmam que Yana foi atingida com dez golpes de faca em várias partes do corpo e deu entrada na unidade de saúde em estado grave. Jadilson Mendes Nunes, de 26 anos, está foragido desde que cometeu o crime. De acordo com a avó da jovem, a neta viajou para Irecê com Jadilson sem avisar seus familiares. Ao chegar lá, informou que foi conhecer a família do namorado, com quem passaria o natal.

Yana sofreu lesões nos braços, pernas, cabeça, foi degolada e quase teve uma mão decepada a golpes de faca. “Teve praticamente todos os órgãos atingidos. O médico declarou que as facadas só não atingiram o intestino e o coração. Ele foi muito perverso”, disse a avó e acrescentou, “seus órgãos paralisaram por causa de uma infecção e isso a levou ao óbito, todavia, os médicos fizeram tudo que podiam para salvar minha neta”.

Passagens pela polícia

Jadilson é um conhecido da polícia. Em 20 de dezembro de 2014 ele foi preso em Barreiras por tráfico de drogas durante uma operação da polícia civil. Na ocasião, a equipe o flagrou com crack, dinheiro, um revólver e munições. Ele também foi preso no mês de outubro de 2017 por uma guarnição do PETO da 83ªCIPM, novamente comercializando drogas. No local, os policiais encontraram aproximadamente dois quilos de cocaína, duas balanças de precisão, um liquidificador para mistura da droga, embalagem para a droga além de R$ 404 em dinheiro.

Notícias Relacionadas