Rede Bahia demite 120 pessoas e emite nota explicando a situação

Após a confirmação de que a Rede Bahia estaria iniciando um processo de demissão de cerca de 120 empregados da casa, nesta quinta-feira (2), a afiliada da Rede Globo no estado emitiu uma nota de posicionamento esclarecendo os motivos para o desligamento de profissionais integrantes da TV, sites, rádio e jornal impresso.

Em nota, a emissora afirma que “está realizando um redesenho no seu portfólio de produtos e na governança das suas empresas” e que “o grupo tem investido na modernização dos processos de trabalho, evoluindo no uso de tecnologias avançadas, o que vem permitindo aumentar a produtividade e manter a segurança operacional”.

As recentes modificações internas são justificadas pelo grupo como motivo principal para que “alguns profissionais finalizem seus ciclos, seja por aposentadoria, para assumirem novos desafios ou por decisão empresarial”. Até então, foram confirmados as demissões da jornalista Anna Valéria, uma das mais antigas integrantes da casa e segundo informações internas, Ramon Ferraz é outro nome entre os demitidos. Na área da produção foram dispensadas Telma Verçosa, Mara Viana e Márcia Freire.

De acordo com informações obtidas pelo Bahia Notícias, a IContent, empresa de eventos do grupo, terá toda sua equipe dispensada. Os grandes eventos realizados no estado, como o tradicional Festival de Verão, serão realizados a partir de agora em parceria com três outras empresas de evento de grande porte, entre elas a Salvador Produções do empresário Marcelo Britto.

Profissionais integrantes de outras emissoras locais prestaram solidariedade aos demitidos da Rede Bahia nesta quinta-feira (2). Entre eles está o apresentador do “Que Vem O Povo”, da TV Aratu, Casemiro Neto, que fez parte da TV Bahia por 18 anos.

“A gente tem que agradecer o fato de estarmos empregados, não é verdade? Um país marcado pelo desemprego acaba de bater na porta e colegas nossos, vários colegas, 120 pessoas. Vocês meus amigos que acabaram de ser demitidos, parabéns pelo trabalho que exerceram durante todo esse tempo e que encontrem uma vaga no mercado de trabalho. Mas saiam com a cabeça erguida, porque até agora as pessoas que eu sei que foram demitidas merecem respeito mesmo! Eu não sei quais os critérios utilizados, mas merecem respeito”, disse Neto.

Até o fechamento desta matéria, o site Mais Oeste não foi informado sobre demissões na TV Oeste, em Barreiras.

Notícias Relacionadas

Postado por - 16 de maio de 2017 0
Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no WhatsApp