Programa de capacitação para exportação é debatido na Bahia Farm Show

A palestra “Qualificação para exportação: ferramentas e oportunidades para o comércio internacional” movimentou representantes do setor produtivo do Oeste baiano, nesta quinta-feira (30), na Bahia Farm Show. A apresentação trouxe, ao público presente, o Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX), que capacita pequenos, médios e grandes produtores para iniciar o processo de exportação de serviços e produtos, atrair investimentos estrangeiros e ampliar as possibilidades de internacionalização de marcas e empresas brasileiras.

Moisés Schmidt, vice-presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), é um dos incentivadores do PEIEX. “O propósito de trazer o pessoal da Apex-Brasil e da empresa de logística foi para demonstrar o potencial que a região tem para a exportação. Já estamos exportando algodão, porém, muito pelo Porto de Santos. Com a opção de exportar por Salvador, a gente diminui consideravelmente os custos e abre oportunidades para exportar produtos com menor volume de contêineres. Ou seja, esse produto pega carona com o algodão e todos são beneficiados. Podemos passar a exportar proteína animal, na carne, já industrializada, frutas, tintas, bebidas, entre tantos outros”, declarou.

O palestrante Laudemir André Muller, gestor da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), indica os caminhos para a entrada das empresas no mercado exterior. “Ainda falta no Brasil a cultura exportadora. Muitos acabam não pensando em exportar, outros pensam que exportar é muito difícil, que é algo distante ou impossível. O trabalho que estamos fazendo na região, é, justamente, encontrar os produtores para dizer que eles devem avaliar a importação como um novo horizonte, e que isso é possível com capacitação e organização”, afirmou.

“A gente vê o mercado do Oeste da Bahia como muito promissor, e escoa mercadorias pelo Porto de Santos, mas a gente tem opções em Salvador, com a disposição de logística terrestre e marítima. Já é o quarto ano consecutivo que a gente participa da feira, por confiar no potencial que ela tem para alavancar esse setor”, comentou o outro palestrante Marcel Generoso, representante da MSC, empresa de logística que vem investindo nesse mercado.

Desde que foi aberta, na terça-feira (28), a edição de 15 anos da Bahia Farm Show já ofereceu mais de 30 palestras e eventos destinados a agricultores, pesquisadores, engenheiros agrônomos e estudantes. A Feira vai até sábado (01), às 18h, com  ingresso no valor R$ 15,00, destes, 20% são repassados para o Hospital do Oeste, maior instituição de saúde do Oeste da Bahia.

Araticum 

Notícias Relacionadas