Bolsonaro pensa em privatizar os Correios

O Presidente Jair Bolsonaro se mostrou otimista com a possibilidade da privatização dos Correios. Em uma publicação em sua conta no Twitter, ele confirmou o que já havia dito durante a campanha:

— Serviços melhores e mais baratos só podem existir com menos Estado e mais concorrência, via iniciativa privada. Entre as estatais, a privatização dos Correios ganha força em nosso Governo.

Este mote do governo ganhou força com a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), na última quinta-feira (6), por permitir que o governo federal possa vender subsidiárias de estatais sem aval do Congresso Nacional e sem necessidade de licitação quando a transação implicar perda de controle acionário.

Subsidiárias são espécies de subdivisões de uma empresa, que ficam encarregadas de tarefas distintas no mesmo ramo de atividades da chamada “empresa-mãe”. No caso da Petrobras, existem 36 subsidiárias distintas, como a Liquigás e a Transpetro.

Ao todo, o Governo Federal tem 134 estatais, das quais 88 são subsidiárias, segundo o Ministério da Economia.

A medida, aprovada pelo STF por 9 a 2, também tem vigor para estados e municípios, o que pode implicar em um número ainda maior de privatizações.

Para o caso de ‘empresas-mãe”, ainda é necessária a aprovação do parlamento.

Notícias Relacionadas