Por causa de política, Huck pode ser demitido da Globo

De acordo com o site TV Foco, o apresentador Luciano Huck já não esconde mais sua vontade de se candidatar à presidência da República em 2022 e para tanto está fazendo uso de seu espaço na Globo para fazer “campanha antecipada”. Pelo menos é o que diz o site da revista Fórum.

Em seu site, Fórum aponta que Luciano Huck exibiu no último sábado, uma longa reportagem de cerca de 20 minutos no Caldeirão, programa comandado pelo marido da apresentadora Angélica na Globo, em que ele adota comportamento de político e fala igual a um.

Na matéria em questão, Luciano Huck surge ao lado do influenciador digital Whindersson Nunes, em uma gravação direto do Rally dos Sertões, que aconteceu no Piauí, estado natal do marido da cantora Luisa Sonza, em que relata as dificuldades encontrada pelos moradores daquela região do interior nordestino, assolado pela seca.

Ainda na reportagem, Luciano Huck falou com algumas pessoas que sequer tinham energia elétrica em suas residências. Havia ainda um senhor que sequer o conhecia. Sorridente, o apresentador da Globo pediu permissão para adentrar a casa dessas pessoas e expôs a condição de pobreza em que elas vivem.

Candidatura em 2022

A notícia de que Luciano Huck pretende se candidatar à presidência em 2022 veio à tona na semana passada, quando o colunista do UOL, Thales Faria, noticiou que o comunicador estaria disposto a abrir mão de seu programa na Globo para se dedicar à vida política. Ainda, Thales Faria aponta que a decisão do apresentador, que recentemente se reuniu com alguns dos principais nomes da política nacional, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, aconteceu porque sua esposa, Angélica, teria se mostrado mais receptiva à ideia de porventura se tornar a primeira-dama do Brasil – o que no ano passado, quando uma candidatura de Huck também chegou a ser especulada, não estava muito claro para Angélica.

Após a repercussão da notícia, a Globo se manifestou por meio de nota afirmando que nunca se opôs à candidatura de Luciano Huck, deixando-o livre para escolher entre a vida artística e a política. No entanto, a emissora salientou que, caso dê prosseguimento à sua aspiração de se tornar presidente do Brasil, as portas da emissora estarão definitivamente fechadas para ele.

No momento, alguns partidos são apontados como possíveis siglas que abraçariam Luciano Huck nessa empreitada rumo ao Planalto: o PSDB, do governador de São Paulo, João Doria; DEM, do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o Cidadania.

Notícias Relacionadas