Workshop realizado pelo Sindsemb mostra como a Reforma da Previdência prejudica servidores

O Workshop do Sindsemb “Entendendo a Nova Previdência” promovido nesta última sexta-feira (13), proporcionou a discussão e roda de conversa sobre a aposentadoria e todas as dificuldades impostas pela Reforma da Previdência, para que os servidores e professores cheguem até a sonhada aposentadoria. Com uma programação especialmente preparada com advogados especialistas na área previdenciária e trabalhista, as três palestras destacaram o pacote de medidas de desmonte de direitos, que já vem afetando a vida de todos os trabalhadores brasileiros.

 Com a presença de servidores de carreira na área médica, enfermagem, professores, administradores, assistentes administrativos e demais setores do funcionalismo público, a presidente Carmélia da Mata fez a abertura dando as boas vindas, salientando a importância do conhecimento, do acompanhamento as mudanças e novo regime previdenciário, que poderá ser uma dor de cabeça para o servidor na hora de aposentar.

“Abrimos esse espaço de conhecimento e interação, porque precisamos estar atentos aos direitos e todo processo que teremos que enfrentar na hora da aposentadoria. Os governos vêm a cada gestão apertando mais o cerco, e atingindo diretamente toda a classe trabalhadora, inclusive os servidores da educação. Eu chamo atenção dos servidores que compareçam as palestras, que busquem conhecer a reforma e tenham noção da dificuldade que enfrentaremos daqui para frente”, salientou a presidente.

Na primeira palestra o advogado Dr. José Marcos Cardoso, especialista em direito do trabalho abordou temas relacionados à readaptação, acumulação de cargos e direito adquirido, mostrando a realidade vivenciada no município. Logo após, a advogada Michelle Diniz, especialista em direito previdenciário trouxe informações sobre benefício por incapacidade, relacionando as dificuldades de comprovação, formas de avaliação de laudos, como funciona auxílios acidente, doença e aposentadoria por invalidez.

Na última palestrada da noite, durante uma hora a advogada Ângela Ribeiro também explicou, de forma detalhada, algumas mudanças que ocorreram nas aposentadorias dos professores, especial, por idade e regras de transição.

“Mudou muitas regras com a Reforma da Previdência, além disso, acabou a integralidade que era a característica da aposentadoria especial. A regra de cálculo passa a ser a de 60% do valor do benefício com 2% a mais por ano que extrapolar os 20 anos de contribuição, se homem”, disse Ângela, explicando que não haverá mais possibilidade de converter o tempo especial em tempo comum.

 Outro tema, como a aposentadoria para professor também foi destaque, citando os sistemas de pontos, idade e contribuição. Muitos servidores ficaram preocupados, e tiraram dúvidas sobre o sistema previdenciário para regime geral. A Assessoria Jurídica do Sindsemb se colocou a disposição dos servidores para esclarecimentos de dúvidas e acompanhamento dos processos previdenciários.

Mais notícias clique aqui: www.maisoeste.com.br