O amor as borboletas, por Alexandre Narciso

No início ela é um inseto meiga, agradável, simpática a todos os humanos, não é agressiva é inofensiva e útil, linda, ótima para polarizar agricultura e todas plantas nas floradas porque ela se alimenta do néctar das flores e é útil ao homem. E existe diversidade de tamanho, cores. Já no segundo extágio aquele inseto que tinha todas qualidades exemplar, se transforma num inseto devorador, que consome todas plantações agricola dos humanos que força aquela pessoa que era amiga admirador daquele inseto lindo, maravilhos, em inimigo mortal, que é criado todo tipo de armadilha e venenos para conter o apetite devorador das lagartas que um dia já foi amiga do homem. Ainda mais: Além de liquidar à agricultura humana, ela também para se proteger dos predadores, ela vem revertida em uma pele com escamas venenosas que cria lesões na pele humana com contato com as ex amigas.

Existe lagarta venenosa como: A TATURANA, A LAGARTA PREGUIÇOSA E OUTRAS. Por isso o homem não se lembra que um dia aquele inseto nojento, feio já foi admirada pelos os admiradores.Levando-se em consideração, ao amor dos Políticos, é equivalente ao amor as borboletas. Na fase da candidatura ele é amigo de todos eleitores, beija qulquer criança por mais remelenta que estiver,almoça, em qualquer casa, mas depois de eleito, aquele eleitor que deu o seu voto, para elege- lo se transforma numa Taturana que não pode se aproximar do eleito as lagartas se transforma em casulo para gerar borboleta e o Político é borboleta que se transforma em lagarta só que as borboletas retorna em seu círculo por por tempo indeterminado e os políticos muitos não retornarão.

Quer mais notícias, clique AQUI: www.maisoeste.com.br

Notícias Relacionadas