Embasa participa de reunião para estreitar diálogo com a Prefeitura de Barreiras 

Depois de várias reclamações da população e da Prefeitura de Barreiras com relação aos seus trabalhos, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) recepcionou na última quarta-feira (15), secretários e técnicos do executivo municipal para debater questões relativas ao serviço de abastecimento de água. Uma das primeiras demandas elencadas foi uma parceria com o objetivo de prevenir desperdícios de água nos prédios ligados à Prefeitura, como as sedes das secretarias, escolas, creches, hospitais municipais e postos de saúde. Outro ponto debatido é para levar o projeto “De Olho nas Perdas” junto aos funcionários da Prefeitura e estudantes da rede municipal visando a identificação e retirada de vazamentos nas instalações dos prédios públicos.

Ao representar o prefeito Zito Barbosa, a chefe de gabinete, Marileide Carvalho, entende que a reunião possibilitou que secretários e técnicos pudessem entender melhor as demandas dos serviços ligados ao abastecimento no município. “É também um aprendizado para o monitoramento do consumo evitando as perdas e garantindo o consumo racional da água e sem desperdícios pela administração pública municipal”, afirmou Marileide.

Para a secretária de administração e planejamento, Gislaine Barbosa, esta interlocução vai ajudar a solucionar a executar um trabalho em andamento na Prefeitura para a redução do desperdício e incentivo ao consumo racional de água.  “Finalizamos um relatório que será apresentado a Embasa para informar quais os imóveis ainda sob a responsabilidade da Prefeitura e circular internamente para melhor acompanhamento de cada setor”, disse ela.

A Embasa faz a ligação das casas, mas não refaz o asfalto

Para o gerente regional da Embasa, Francisco Andrade, a reunião reforça a preocupação da Embasa no atendimento às demandas dos municípios.  “Nossos técnicos estão à disposição no sentido de promover treinamentos e orientações para que sejam implementadas ações de monitoramento e fiscalização das instalações internas dos prédios por parte da Prefeitura, garantindo o uso racional da água nos 238 prédios atualmente cadastrados e atendidos com água tratada pela Embasa”, afirmou Andrade. Ainda segundo ele, a concessionária pretende fomentar novos encontros com o prefeito e secretários no sentido de aproximar os técnicos para a solução rápida das demandas dentro do município ligadas ao dia-a-dia dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário.

Assessoria de Comunicação da Embasa

Quer mais notícias, clique AQUI: www.maisoeste.com.br