Dráuzio Varella e Globo pedem desculpas por reportagem da trans Suzy

O médico Drauzio Varella utilizou suas redes sociais nesta terça-feira (10) para divulgar um vídeo em que comenta toda a repercussão do caso envolvendo a trans Suzy, que ganhou destaque em todo o País.

A matéria comoveu muitas pessoas, que chegaram a organizar vaquinhas online para a detenta. No entanto, depois que a reportagem foi ao ar, descobriu-se que ela foi condenada pelo estupro e assassinato de um menino de 9 anos. A revelação deixou muitas pessoas indignadas pela omissão do fato.

No vídeo, Drauzio explica o ocorrido e aproveita para pedir desculpas a família do menino que foi vítima de estupro e assassinato cometido por Suzy. “Eu estou aqui para dar uma satisfação para todos aqueles que me acompanham. No último domingo (8) foi revelado para o País, inclusive para mim mesmo, o crime cometido por uma das entrevistas na matéria que apresentei no Fantástico no dia primeiro de março. É um crime que choca a todos nós”, disse ele.

“Posso imaginar a dor e peço desculpas a família do menino que foi involuntariamente envolvida no caso. Na matéria em questão o foco era mostrar as condições em que vivem as transexuais presas. As estatísticas oficiais indicam que a imensa maioria delas está preso por roubo e furto. A maneira pela qual a Suzy foi apresentada deu a entender que ela fazia parte desse grupo majoritário. Por isso entendo a frustração de quem se decepcionou comigo”, continuou Dráuzio. 

O médico ainda relatou o que aconteceu quando abraçou a trans, ato que foi muito criticado pelos internautas após a divulgação do crime de Suzy. “Para quem acha que eu errei, desculpa. Mas esse é meu jeito. Eu lamento, mas assumo totalmente a responsabilidade negativa que o caso teve”, disse ele.

Globo volta atrás e se desculpa pela reportagem

Na noite desta terça-feira (10), William Bonner comentou a polêmica sobre a reportagem feita com o médico Drauzio Varella sobre a realidade das detentas transexuais dos presídios de São Paulo. O apresentador pediu desculpas pelo programa e pela emissora: “Pelos mesmos motivos do Dr. Dráuzio Varella, também o Fantástico e a Globo pedem desculpas a familia da vitima e a todos os telespectadores. A trans Suzy não foi presa por roubo ou furto. Ela cumpre pena de prisão por estupro e assassinato de um menino”.

“Apenas depois da exibição do quadro o Fantástico tomou conhecimento da gravidade do crime. E só hoje a Globo se manifesta com mais clareza sobre o assunto por que respeitou protocolos de segurança. Protocolos que autoridades publicas não seguiram”, concluiu o apresentador.

Quer mais notícias, clique AQUI: www.maisoeste.com.br