Grupo armado abre fogo contra barreira sanitária na Bahia; Duas pessoas ficaram feridas

Na tarde desta segunda-feira (04), um grupo de homens armados a bordo de dois carros abriram fogo contra uma equipe da barreira sanitária para enfrentamento do coronavírus na cidade de Barra do Choça, no Sudoeste da Bahia. No atentado, uma agente de saúde e uma guarda municipal que faziam o controle de entrada e saída da cidade acabaram sendo baleadas.

Segundo o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, o ataque aconteceu perto da saída da cidade para o município de Planalto, na região da BA-641. Fábio repudiou e lamentou o ataque, mas disse que ações como essa não irão intimidar quem está no front do combate à pandemia.

“Apesar de atentados como esse, continuaremos trabalhando para proteger a população baiana na guerra contra a pandemia do novo coronavírus. Os resultados das barreiras sanitárias por toda a Bahia estão sendo muito positivos. E vai continuar”, disse ele em suas redes sociais.

Já se recuperando em casa, Amanda Novais, 21, uma das profissionais que trabalhava no momento, descreveu como a ação criminosa dos homens aconteceu. Conforme lembra, ela estava de cabeça baixa usando o celular quando o grupo chegou. “Minha colega me puxou para o banheiro e a gente se escondeu. A única coisa que lembro bem foram os disparos. Eu só percebi que tinha sido baleada quando senti o meu pé molhado”, recorda ela, que foi atingida na panturrilha. A colega foi ferida no joelho e passará por cirurgia nesta quarta-feira (06).

Em seguida, a polícia foi acionada por elas, mas a Guarda Civil Municipal chegou primeiro e as levou de imediato para o hospital local. Depois dos cuidados na unidade médica, Amanda decidiu ir para a casa de parentes em Vitória da Conquista, onde está repousando. “Agora estou bem, mas não consegui dormir à noite. A prefeitura me deu assistência com remédios e só voltarei a trabalhar quando o ferimento fechar”, contou.

O prefeito de Barra do Choça, Adiodato José de Araújo (PSDB), afirmou que a suspeita é de que o ataque seja uma represália a uma ação da Polícia Militar que matou três traficantes no último domingo (03).

Quer mais notícias, clique AQUI: www.maisoeste.com.br