TV Bahia confirma o 1° caso de coronavírus entre seus funcionários

A TV Bahia emitiu um comunicado assinado pelo diretor corporativo Humberto Garrido aos seus colaboradores, nesta terça-feira (12), informando a confirmação do primeiro caso testado positivo para a Covid-19 na sede, em Salvador. Sem revelar o nome e cargo do profissional, a empresa disse que o estado de saúde está “dentro da normalidade e ele encontra-se afastado desde o início dos sintomas apresentados no final de semana”. O paciente segue sendo monitorado por uma equipe de saúde.

A afiliada da Globo destacou que “todas as medidas de contenção, higienização especial nas áreas de trabalho e a realização de testes na equipe estão sendo implementadas e acompanhadas pela área médica, seguindo as recomendações e protocolos das autoridades de saúde”. Por lá, a realização dos testes de possíveis contaminações são realizadas de acordo com uma ordem de prioridade definida pela área médica e recomendações técnicas.

“Vamos continuar investido intensamente nas ações preventivas, no monitoramento dos nossos colaboradores e parceiros e mantendo todos os cuidados especiais junto as equipes que estão na operação das nossas unidades. A ação mais efetiva é manter uma atitude preventiva no trabalho ou em casa”, finalizou.

Vale destacar que, assim como muitas empresas, desde o anúncio da pandemia e as primeiras medidas implantadas indicando o isolamento social, a TV Bahia reduziu sua equipe diária, fazendo rodízio entre os apresentadores e destinando parte dos colaboradores para home office. Nomes como Jessica Senra, Ricardo Ishmael e Fernando Sodake, por exemplo, têm sido vistos nos telejornais diários em revezamento semanais.

No início da abril, a empresa visando atravessar a crise econômica causada pelos efeitos do coronavírus informou também que teve perda da receita nas operações com a interrupção de atividades e de anunciantes.

Para tentar equilibrar a equação, medidas como redução de 5% das despesas previstas até dezembro foram implantadas, contratos com fornecedores passaram a ser revistos, assim como a política de recursos humanos para estudo e implantação de alterações em jornadas de trabalho e remuneração. Além disso, foi instaurado o adiamento por prazo indeterminado de investimentos previstos em infraestrutura e equipamentos.

Quer mais notícias, clique AQUI: www.maisoeste.com.br