Polícia investiga morte de recém-nascidas que foram atacadas por cachorro na Bahia

Polícia Civil de Piripá, cidade do sudoeste da Bahia, investiga a morte das duas irmãs gêmeas recém-nascidas que foram atacadas pelo cachorro da família, na tarde desta terça-feira (23). A informação foi divulgada pela delegada Laíse Testa, responsável pela investigação.

De acordo com a delegada, o caso é tratado como uma fatalidade, mas um inquérito policial apura a morte de Anne e Analu.

Laíse Testa informou que uma perícia foi realizada na casa da família e que a mãe das recém-nascidas e testemunhas devem ser ouvidas oficialmente, em um momento “mais oportuno”.

Caso

Anne e Analu morreram após serem atacadas por o cachorro da família. A mãe das vítimas teria chegado a ouvir o barulho, correu para socorrer as filhas e conseguiu retirar o cachorro, que é mestiço e não tem raça definida.

As recém-nascidas, que tinham 26 dias de nascidas, chegaram a ser socorridas por uma amiga da família que é técnica de enfermagem e prestou os primeiros socorros. Em seguida, elas foram levadas para o Hospital Municipal Maria Pedreira Barbosa, em Piripá.

Segundo o médico plantonista da unidade médica, uma das crianças chegou sem vida no hospital e a outra em estado grave. De acordo com o profissional, que foi o responsável pelo pré-natal das meninas, todos os procedimentos médicos possíveis no momento foram feitos, mas a outra criança também não resistiu.

O médico ressaltou que a mãe das gêmeas sempre demonstrou cuidado com as filhas durante a gravidez e após o nascimento das meninas. O enterro de Anne e Analú aconteceu no final da tarde desta terça, no cemitério da Saudade Dois, em Piripá.

Em nota divulgada nas redes sociais, a prefeitura de Piripá manifestou o mais profundo pesar pelo falecimento das bebês. “Diante desta perda inestimável, expressamos condolências e nos solidarizamos com os pais Elaine e Régis, seus familiares e amigos, neste momento de profunda tristeza e dor. Que Deus conforte seus corações e dê forças para transformar toda dor desta perda irreparável em fé e esperança”, disse a prefeitura.

Quer mais notícias, clique AQUI: www.maisoeste.com.br