Nova “lista telefônica” surge como opção para pequenos negócios

Resgatando a proposta das listas telefônicas, a plataforma Pede Por Perto é mais uma iniciativa disponível para ajudar os pequenos negócios neste momento de pandemia de Covid-19. Nela, os lojistas e comerciantes podem se inscrever, gratuitamente, ficando disponíveis em um catálogo online para a população.

Apesar de ter abrangência nacional, a plataforma é dividida por cidades. Assim, os 79 municípios de Mato Grosso do Sul estão representados e já é possível fazer uma busca rápida. Conforme o idealizador da startup de impacto social, o consultor e palestrante especialista em vendas Fred Rocha, a iniciativa apoia os negócios que ainda não tem presença digital, para que possam ser encontrados.

“O Pede Por Perto surgiu na pandemia, fui um dos incentivadores para que o Sebrae voltasse com a campanha Compre do Pequeno, estimulando as pessoas a comprarem do comércio local. Mas notei que não tínhamos mais listas telefônicas, como encontrar esse negócio? Comecei a cadastrar os pequenos negócios da minha cidade natal, para distribuir para as pessoas saberem onde comprar. Assim que tudo começou”, explica Rocha.

Segundo ele, as categorias mais pesquisadas na ferramenta online são Alimentação – lanchonetes, alimentação saudável e restaurantes –, e também Variedades e Vestuário. Atualmente, mais de 130 mil pessoas entraram em contato com os pequenos negócios nos primeiros 60 dias de existência da plataforma.

Para o analista do Sebrae/MS, Leandro Passos, a ferramenta é mais uma opção para as micro e pequenas empresas de Mato Grosso do Sul. “Temos incentivado a população a comprar do pequeno negócio, porque assim você colabora com uma família, com o seu bairro, com a sua cidade, fazendo o dinheiro circular localmente. Então o Pede por Perto é mais uma oportunidade de visibilidade para esta empresa”.

VANTAGENS

Na plataforma, os empresários se inscrevem gratuitamente, sem intermediários. Além disso, o pequeno empreendedor pode fazer um catálogo com os produtos ou serviços que vende em sua cidade, que ficará disponível no formato de link e poderá ser compartilhado. Conforme o idealizador Fred Rocha, neste primeiro momento, o sistema não exigirá negócios formalizados.

“Ao se inscrever, o pequeno comerciante também pode imprimir um cartaz com QR Code que abre diretamente para a página dele e colocar no negócio dele, e podemos cadastrar entregadores da cidade dele, para que esse lojista tenha um banco de dados. Tudo sem custo nenhum, e o nosso sistema não exige formalização neste momento”, afirma.

Para se inscrever, os interessados devem preencher um formulário gratuito disponível na plataforma: pedeporperto.com.br, onde é possível obter mais informações. Atualmente, uma versão para aplicativos para smartphones é elaborada, e em breve estará disponível.

Quer mais notícias, clique AQUI: www.maisoeste.com.br