Hortifruti: Brasileiro consome mais frutas e hortaliças na pandemia

Foto//Reprodução/ Quinta Branco’s

Afinal, a pandemia de covid-19 tem feito com que o brasileiro se alimente de forma mais saudável? Segundo estudo recente da Nupens – USP (Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo), a resposta é sim!

Desde janeiro deste ano, a pesquisa NutrinetBrasil avalia as características da alimentação brasileira (nas diferentes regiões) e sua correlação com o risco de obesidade, diabete, hipertensão e outras doenças crônicas não transmissíveis no País. Mas, agora, durante a pandemia, o estudo possibilitou um recorte para se identificar os impactos da covid-19 sobre o comportamento alimentar da população.

Segundo os pesquisadores responsáveis pelo estudo, o isolamento social (e a consequente permanência das famílias em suas casas) e a preocupação com a saúde podem ter estimulado o resultado positivo quanto ao aumento do consumo frequente de comida caseira e fresca (de 40,2% para 44,6% para frutas, hortaliças e feijão).

Tais mudanças nos hábitos de consumo, ocasionadas por fatores como saúde e segurança, também foram abordadas na edição de agosto da revista Hortifruti Brasil e na live da HF Brasil “Como está o consumo de HF durante a quarentena?”, realizada na última quarta-feira (26). Na ocasião, Luiz Roberto Baruzzi, diretor da Rede São Paulo Supermercados, associou o aumento das refeições no lar como um dos responsáveis pelo crescimento das vendas de frutas e hortaliças no varejo.

A PESQUISA – Nesta análise, o mesmo questionário foi aplicado antes (entre janeiro e fevereiro) e durante a pandemia (maio), abordando o consumo de uma série de alimentos no dia anterior ao preenchimento do formulário. Dentre os 10 mil respondentes, a maioria é composta por mulheres (78%), residentes no Sudeste do Brasil (61%), entre 18 e 39 anos (51,1%) e com nível de escolaridade superior a 12 anos de estudos (85,1%).

O restante da pesquisa ainda deve se estender pelos próximos 10 anos e qualquer brasileiro, acima de 18 anos, residente no País, pode participar. Ela é totalmente virtual e o cadastro pode ser feito em nutrinetbrasil.fsp.usp.br. Os resultados serão importantes para a elaboração de políticas públicas que promovam a saúde e a qualidade de vida da população.

Fonte: Cepea/Hortifruti

Quer mais notícias, clique aqui: www.maisoeste.com.br