Bahia: Prefeito de Jacobina reduz o próprio salário em mais de 90%

O prefeito da cidade de Jacobina, no norte da Bahia, chamou a atenção do país ao baixar um decreto reduzindo o próprio salário em cerca de 92%. Até dezembro deste ano, Tiago Dias (PC do B) vai receber apenas um salário mínimo, e não a remuneração de R$ 15 mil do cargo.

De acordo com ele, a redução foi uma medida tomada para dar exemplo ao trabalhador, já que a maioria das pessoas de Jacobina também sobrevive com um salário mínimo.

“Eu tomei algumas decisões já na pré-candidatura, e uma delas foi que eu iria reduzir o salário do prefeito para o mínimo. Pela sensibilidade que o homem público tem que ter, de que o trabalhador é trabalhador. 90% das pessoas em Jacobina e em outros estados do Brasil sobrevivem com um salário mínimo, diferente do prefeito. Eu tenho aqui carro à disposição, combustível à disposição, assessoria à disposição. Estou bem à frente do trabalhador e da trabalhadora nesse ponto. Então a gente tem que dar o exemplo”, disse ele.

Tiago, que é agricultor, também chamou atenção ao ir para a posse montado em um boi. No decreto publicado na segunda-feira (4), apenas o prefeito teve salário reduzido. O prefeito disse ainda que não chegou a mencionar a redução salarial que pretendia na campanha política.

“Não falei em campanha sobre o decreto, para não ser demagogo. E fiz quando tive à disposição o Diário Oficial, para publicar a decisão dessa medida. Estou realizado, contente e feliz. Porque o homem público, o prefeito, ele não está nem acima e nem abaixo do trabalhador e da trabalhadora, tem que estar lado a lado. Não adianta no discurso a gente colocar que está trabalhando para o povo, se não viver como o povo vive”, argumentou.

Com a redução salarial, o retorno do dinheiro para os cofres públicos é de cerca de R$ 170 mil. O prefeito disse que esse dinheiro será investido em instituições que prestam apoio a crianças em situação de vulnerabilidade social.

Quer Mais Notícias, clique aqui: www.maisoeste.com.br