Ministério da Saúde manifesta intenção de comprar mais 30 milhões de doses da CoronaVac

Foto//Instituto Butantan

O Ministério da Saúde enviou um ofício Instituto Butantan em que manifesta a intenção de comprar mais 30 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra covid-19 desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac. Elas se somariam aos 100 milhões de doses já contratadas do imunizante.

No documento, o secretário-executivo da pasta, Elcio Franco, pediu um cronograma de entrega dessas doses para o período entre os meses de outubro e dezembro deste ano. A intenção de compra acontece em um momento de tensão entre o ministério e o Butantan em razão da entrega de doses para o mês de fevereiro.

Procurado, o Butantan disse que recebeu o ofício do Ministério da Saúde e que está avaliando a demanda da pasta. O ministério busca ampliar a quantidade de doses de vacinas no momento em que a pandemia tem ganhado força no país. Ontem, o Brasil passou a marca de 10 milhões de casos. Mais de 243 mil pessoas já perderam a vida por causa da covid-19. Apenas na quinta-feira (18), foram 1.432 mortes. No total, o ministério já distribuiu 11,8 milhões de doses para o país. A quantidade é insuficiente para atender os grupos prioritários da fase 1 do plano de imunização. Como reflexo, algumas cidades, por falta de planejamento para distribuição, já interromperam a vacinação em razão da falta de doses.

Quer mais notícias, clique aqui: www.maisoeste.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *