Empresários pedem a Bolsonaro ‘esforço’ por vacinação

Foto//Willian Moreira/Futura Press/Estadão Conteúdo

Durante um jantar na noite desta quarta-feira (07), em uma casa nos Jardins, bairro nobre de São Paulo, empresários pediram ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), que o governo se “esforce” em prol da vacinação.

O evento ocorreu na casa do empresário do ramo de segurança Washington Cinel, próximo ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Do lado do empresariado, participaram 25 empresários de vários setores, como banqueiros, empresários da área de saúde e empreiteiros.

Aos jornalistas, os ministros Fábio Faria (Comunicações), Marcelo Queiroga (Saúde), Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Paulo Guedes (Comunicações) disseram que, em nenhum momento, foram cobrados quanto à velocidade da vacinação e ao andamento das reformas no Congresso, pautas que estavam previstas pela categoria para a conversa.

Queiroga voltou a dizer que a prática de “lockdown” no país não é viável e reafirmou que possui a meta de vacinar 1 milhão de pessoas por dia. Mais cedo, em visita a Chapecó, em Santa Catarina, o próprio presidente da República já havia afirmado que não iria fazer “lockdown” nacional. Na véspera, o país registrou 4,2 mil mortes em um dia.

Quer mais notícias, clique aqui: www.maisoeste.com.br