Secretaria de Meio Ambiente e Prevfogo realizam a recuperação de mais uma nascente em Barreiras

Foto//Dircom

Durante os trabalhos de combate aos incêndios florestais na Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio de Janeiro, nos últimos meses de setembro e outubro, a equipe de brigadistas do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo)/IBAMA, identificou uma nascente, localizada em uma vereda, próxima a Cachoeira do Redondo. Após a extinção dos focos de incêndio e a chegada do período chuvoso, a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade juntamente com o Prevfogo, deram início ao trabalho de recuperação da nascente.

Na quarta-feira (23), a localização foi confirmada, na região do Cachoeira do Redondo, na Unidade de Conservação de Uso Sustentável da APA do Rio de Janeiro e os trabalhos de recuperação foram iniciados. A nascente foi cercada em seu perímetro de Área de Preservação Permanente (APP), que compreende uma extensão de cerca de 5.000m², protegendo e delimitando o seu “olho d’água”. O próximo passo será o adensamento da vegetação, com o plantio de espécies específicas para a região alagada.

“A restauração destas áreas busca proporcionar o equilíbrio do ecossistema e a conservação da quantidade e qualidade dos recursos hídricos, beneficiando diretamente comunidades e produtores, ao terem nascentes em sua propriedade recuperadas sem nenhum custo. Este processo ainda beneficia toda a população pois conserva e produz água para a recarga dos rios”, explica o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Demósthenes Júnior.

O trabalho realizado na nascente finaliza as atividades do Prevfogo na região Oeste da Bahia em 2021, as equipes cumprem assim o papel de, além do combate ao fogo, a recuperação de áreas degradadas. Porém o Programa de Recuperação de Nascentes continua e já está em uma nova fase, a de mapear e identificar novos pontos para posterior recuperação. O Programa é realizado desde 2017 pela Prefeitura de Barreiras em parceria com a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e CODEVASF.

Dircom

Quer mais notícias, clique aqui: www.maisoeste.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *