Poesia que transforma: Centenas de pessoas acompanharam a apresentação do Poeta Bráulio Bessa em Barreiras

Foto//Dircom

De maneira poética e encantadora, o tema “As Vozes do Sertão na Literatura: Diálogos Contemporâneos”, da 5º Festa Literária Internacional de Barreiras, ganhou um destaque especial com a apresentação do poeta Bráulio Bessa na noite desta terça-feira (24), no palco principal da FLIB, montado na Praça Landulfo Alves, Centro Histórico. Com a apresentação Poesia que Transforma, centenas de pessoas acompanharam de perto os versos encantadores de Bráulio, considerado um dos maiores ativistas da cultura nordestina no mundo.

A abertura da festa cultural teve início com a apresentação do espetáculo musical “Sertão Universal” com Nau de Papel e a performance teatral com Osmar Mendes. Em seguida, um bate-papo descontraído mediado pelo cordelista barreirense Zeca Pereira, o público conheceu um pouco da história de Bráulio Bessa e sua trajetória pelo mundo levando a poesia de cordel sob um olhar poético em diversos temas.

O prefeito de Barreiras, Zito Barbosa, esteve presente no evento acompanhado da primeira-dama Marisete Bastos, da secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Gabriela Nogueira, da subsecretária Cátia Alencar, demais secretários, organizadores e curadores da FLIB.  Quem também participou acompanhada dos seus filhos e sobrinha foi dona Eliane Souza, moradora do bairro Bandeirantes. Para ela, o evento proporcionou boas lembranças através da poesia contada por Bráulio.

“Indescritível esse momento proporcionado hoje para nós, barreirenses. Foi muito emocionante e fiquei surpresa pela quantidade de pessoas que vieram ouvir um pouco de poesia nesse evento que está lindo. A Prefeitura está de parabéns pela organização, pela qualidade e diversidade de apresentações que envolvem a literatura brasileira”, disse Eliane.

Se apresentando pela primeira vez no município, Bráulio Bessa ficou surpreso com a receptividade e enfatizou que a poesia tem o poder de transformar e aprender, essa transformação foi recitada nos Poemas “A Corrida da Vida” e “Recomece”.

“Fazer arte, cultura, poesia é um ato de resistência cultural e é transformador. Estou muito feliz participando dessa festa literária, falando de leitura, literatura e poesia aqui em Barreiras, onde inclusive, fiquei surpreso com a quantidade de livros de minha autoria para autografar, foram mais de 100 livros, o que me deixou bastante feliz. Fui muito bem acolhido neste município, me senti em casa e foi uma grata oportunidade de compartilhar com todos sobre a minha trajetória e da poesia que transforma, que fala de tantas histórias, principalmente, a nossa nordestina”, exclamou Bráulio Bessa.

Dircom

Quer mais notícias, clique aqui: www.maisoeste.com.br