Mulher é presa por aliciar vítimas para homem que fingia ser pai de santo em Barra

Na última segunda-feira (27), uma mulher, investigada por aliciar as vítimas de Claudemir Ferreira Rodrigues, foi detida por mandado de prisão preventiva. De acordo com a polícia, Claudemir fingia ser pai de santo para cometer estupros na cidade de Barra.

O nome da investigada não foi divulgado pela polícia. Ela é aparece nas investigações como “a âncora e o braço direito” do suposto pai de santo. Além de levar as vítimas ao local, a polícia também detalhou que ela tinha “conhecimento total de tudo que ocorria dentro do terreiro”.

Claudemir foi preso no dia 24 de maio e, de acordo com o delegado Jenivaldo Rodrigues, mais de 40 adolescentes teriam sido vítimas do suspeito. O homem se passava por pai de santo, e usava nomes de entidades religiosas para cometer os crimes.

As vítimas tinham entre 12 e 18 anos e a maioria delas era virgem quando os abusos foram cometidos. Para estuprar as vítimas, o homem dizia que realizava rituais para que elas evoluíssem espiritualmente.

Quer mais notícias, clique aqui: www.maisoeste.com.br