Ministério da Saúde comunica falta de kits e Secretaria de Saúde de Barreiras suspende temporariamente exames de leishmaniose em cães

Os testes rápidos para detectar a leishmaniose visceral canina estão temporariamente suspensos em Barreiras, devido à falta de insumos do kit DPP proveniente do governo federal. O desabastecimento ocorreu devido à aquisição realizada ao laboratório responsável não ter sido entregue dentro do cronograma estabelecido pela equipe do Ministério da Saúde.

O coordenador do Centro de Controle de Zoonoses destaca que no município são realizados cerca de 200 testes de leishmaniose por mês. “Realizamos esses testes aqui no Zoonoses diariamente conforme disponibilidade de testes que detectam a doença. Neste início de mês tivemos uma redução devido a falta de kits que são encaminhados pelo Ministério da Saúde. A previsão é que ainda este mês se regularize a entrega de novos kits conforme novo prazo e tratativas estabelecidas junto ao laboratório responsável”, pontuou Dorimar Almeida.

Como prevenir a Leishmaniose Visceral: Conforme informações no portal do Ministério da Saúde, a Leishmaniose Visceral é uma zoonose de evolução crônica, com acometimento sistêmico e, se não tratada, pode levar a óbito até 90% dos casos. A prevenção da doença ocorre por meio do combate do inseto transmissor e é possível mantê-lo longe, conservando diariamente a higiene ambiental.

Essa higienização deve ser feita por meio de limpeza periódica de quintais, retirada de matéria orgânica em decomposição, destino adequado do lixo, limpeza diária dos abrigos de animais domésticos, dentre outras ações.

Dircom

Quer mais notícias, clique aqui: www.maisoeste.com.br