“ELEIÇÕES/16??????”- Por Mário Machado Júnior

 

 Falando sério, todos nós sabemos que existem diversos tipos de eleitores e na eleição 2016 não vai ser diferente, e hoje quero analisar com vocês alguns tipos de eleitores. Antes quero deixar a minha humilde opinião de que enquanto o voto for obrigatório, o verdadeiro voto de consciência nunca será dado. VOTO FACULTATIVO JÁ!

O VELHO ELEITOR – é aquele eleitor que vê no voto um grande símbolo de democracia. Ele se prepara na noite anterior, separa seu titulo, separa a roupa que vai vestir, coloca a sua “cola” junto ao titulo. No dia da votação acorda cedo, toma seu café, pega o titulo e a cola vai cedo para fila, pois gosta de votar cedo. Chega cedo na sua seção, dá o seu voto e sai com a consciência do dever cumprido, mesmo ele sabendo que é obrigado a isso. Em geral são observados entre os eleitores mais velhos ou ate mesmo da terceira idade.

O ELEITOR PADRÃO – é aquele eleitor consciente e que irá votar por gosto e por sentir a importância do ato. Já sabe em que vai vota; guarda o titulo em local seco, arejado, longe do sol, em particular naquela pasta de documentos pessoais. Vota nos horários mais calmos, que ele já sabe, dá o seu voto e volta para casa para ver o resultado.

O ELEITOR MÉDIO – sabe que tem que ir votar. Tem consciência politica, é bem informado, sabe em quem votar e porque votar. Vota nos horários alternativos, não tem crise, não tem pressa. Dá o seu voto e volta para casa, afinal não tem mais nada o que fazer no dia mesmo e acompanha o resultado pela tv e fica feliz se o seu candidato ganha e se não ganha, fica de boa do mesmo jeito.

O “NOVO” ELEITOR – é aquele que está votando pela primeira vez, tem entre 16 anos e  18 anos, a recém tirou o titulo, sabe que tem que votar para não ter problemas. Transforma o ato de votar em um carnaval misturado com certa indignação. Vai a qualquer horário, ate porque a fila é uma festa na sua concepção, se atrapalha um pouco no momento de votar, mas vota. Sai da cabine as vezes cabisbaixo, as vezes fazendo festa. Vai embora mexendo com os conhecidos na fila e ainda tirando onda.

O ELEITOR ELEITORAL – é aquele que trabalha nas eleições, não necessariamente é fiscal de candidato ou partido, mas está na ativa. Alguns são atrevidos e vão com a camiseta do candidato ou do partido, com o adesivo na camiseta. É metido, tira onda e se der chance ainda por cima pede voto para o seu candidato, mesmo sabendo que é proibido. Vai para rua fazer a sua campanha, sua boca de urna.

E VIVA O ELEITOR BRASILEIRO!

cartao-mario