Dr. Tales Sabadin esclarece dúvidas sobre o câncer de Próstata

dr-tarlis-sabadin

Assim como outubro, outubro rosa, foi o mês de prevenção ao câncer mama, novembro desponta como o mês de prevenção ao câncer de próstata, novembro azul que, segundo uma fonte surgiu na Austrália, em 2003, aproveitando as comemorações do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, realizado a 17 de novembro. No sentido de trazer luz a um assunto que provoca medo e desconforto nos homens, de um modo geral, ate por conta do próprio exame em si, trago, como prometido, a entrevista com Dr. Tarlis Sabadin, medico urologista da Clinica São Camilo em Luís Eduardo Magalhães.

De acordo com o INCA, Instituto Nacional do Câncer, no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Em valores absolutos considerando ambos os sexos é o quarto tipo mais comum e o segundo mais incidente nos homens. Estimativa de casos novos em 2016 é de 61.200.

1 – O que vem a ser a próstata?

TS – A próstata faz parte do sistema reprodutivo masculino. Sendo a mesma uma glândula que fica localizada na região pélvica do homem, abaixo da bexiga e à frente do reto, porção final do intestino grosso. A uretra canal que conduz a urina da bexiga ao meio externo atravessa a próstata.

2 – Qual a função da próstata no homem?

TS – A principal função da próstata é produzir uma secreção fluida do liquido seminal, liquido expelido durante a ejaculação, o qual serve para nutrição e transporte dos espermatozoides.

3 – Quais os tipos de doenças que podem se desenvolver na próstata?

TS – As doenças mais comuns da próstata são o câncer de próstata (adenocarcinoma), a hiperplasia benigna da próstata (HPB) que consiste no crescimento benigno da próstata e a prostatite que consiste na inflamação da próstata.

4 – O câncer de próstata é uma doença grave e perigosa ao homem?

TS – Como todo câncer, o da próstata, é uma doença grave pelo fato que o mesmo se não tratado pode se espalhar tanto para os linfonodos, popularmente chamados de “ínguas” e para os ossos, ocorrendo as chamadas metástases e assim abreviando a vida do paciente.

5 – Qual a faixa etária masculina é mais propensa aos problemas da próstata? Quais os principais sintomas são identificados no caso do aumento da próstata?

TS – O desenvolvimento do câncer de próstata está relacionado ao envelhecimento masculino. Assim o risco de aparecimento da doença aumenta significativamente após os 50 anos de idade, sendo que nesta faixa etária estão 40% dos tumores diagnosticados.

Com relação aos sintomas podemos dividir quando a doença está em uma fase inicial em que não existem sintomas, ele é silencioso. Por isso a necessidade do rastreamento, pois o tumor é muito pequeno. Em uma fase intermediária em que o tamanho do tumor comprime a uretra e pode causar jato urinário fraco, esforço para urinar, porém deve-se lembrar que estes mesmos sintomas podem aparecer em outras doenças e não são exclusivas do câncer de próstata. E em uma fase tardia o sintoma de dor óssea e fraturas ósseas por conta das metástases ósseas.

6 – Como forma de prevenção, o exame de toque retal é tido como invasivo ao homem, e que por isso torna-se preconceituoso e medroso. É isso mesmo? Como combater esse medo?

TS O exame do toque retal faz parte do exame físico que o médico realiza, o qual deve ser encarado da mesma forma que o exame da boca, nariz, enfim faz parte do exame físico. Mas ainda é visto por muitos homens como um ato que fere a masculinidade de alguém, porém isto vem mudando ao longo do tempo pois devido as campanhas de esclarecimento sobre a próstata vem convencendo muitos homens que a procura para a realização do exame do toque retal é um sinal que o homem está preocupado com a sua saúde. 

7 – Além do exame de toque quais os outros exames que podem ser aliados para a identificação do câncer de próstata?

TS – Além do exame do toque da próstata o exame da dosagem do PSA, sigla para antígeno prostático especifico, que é feito a partir da coleta de sangue, serve para avaliar as alterações da próstata.

Outros exames de imagem como ultrassom, tomografia e ressonância são realizados na dependência dos sintomas ou  alterações nos exames iniciais.

8 – De quanto em quanto tempo o homem deve realizar o exame?

TS – A recomendação é que todos os homens a partir dos 50 anos devam ser submetidos à avaliação de toque retal e dosagem do PSA uma vez ao ano. Para aqueles homens em que tem história de câncer de próstata na família (pai ou irmãos) esta avaliação deve ser iniciada aos 45 anos.

9 – Por que a prevenção é tão importante no caso da próstata?

TS – Aqui podemos mudar o termo prevenção para detecção precoce, pois pelo fato do que nas fases iniciais o tumor de próstata não causa sintoma, a detecção precoce de qualquer tipo de câncer e o de próstata não é diferente, mas chances de cura são maiores quando o mesmo é diagnosticado na fase inicial da doença.

10 – O câncer de próstata pode matar? Com que rapidez?

TS – Sim, quando não tratado o câncer de próstata pode levar à morte, porém a rapidez com que isso acontece não depende apenas do câncer em si, depende do estagio da doença, das características do paciente, entre outras e da forma de tratamento adotado.

Matéria: Mário Machado Júnior

cartao-mario