Troco 64 por 594: Por Mário Machado Júnior

 

 

o-cao-e-a-roda

Neste final de semana tivemos mais manifestações, organizadas por redes sociais de grupos de movimentos. Beleza. Mais uma vez vimos as manifestações pacificas, graças a Deus, sem quebradeira, sem carros incendiados e no final de semana, sem atrapalhar em essência o direito de ir e vir dos transeuntes, pedestres, motoristas e seres humanos, dito normais.

O pleito é mais uma vez valido. Antes era o impeachment, agora é em apoio as 10 medidas contra a corrupção, a lava jato, ao Juiz Sergio Moro, ao MPF, a lei de abuso de autoridade e, se possível, a saída do presidente do senado (me recuso a escrever o nome).

No fim das contas eu acho que os manifestantes aceitariam trocar os 64 brasileiros vitimas do acidente da Chapecoense pelos 594 políticos que se encontram no Senado e na Câmara de Deputados. Troca justíssima do meu ponto de vista.

Por outro lado o que vemos? Mais uma vez o cão perseguiu o carro e ao conseguir “pegá-lo” dá uma dentada no pneu e não sabe mais o que fazer. Os cães não sabem porque perseguem os carros, não sabem porque mordem o pneu e depois não sabem o que fazer com o mesmo.

Entendam bem o pneu são os alvos das manifestações, os cães são os manifestantes (dentre os quais eu me encontro, mesmo sem ter ido as ruas), e ai? Qual o resultado prático? O que se conseguiu efetivamente? Tá bom pegou o pneu, e agora? O que fazer?

O recado foi dado, mais uma vez, e a resposta foi parlamentarmente protocolar de que eram justas as manifestações mantida a ordem publica, que os alvos seriam perenes as mesmas. Ser perene e não fazer nada, melhor não fazer absolutamente nada. A omissão não pode ser uma opção, é pior do que a ação.

Hoje voltamos a nossa vida, ao nosso dia a dia, a nossa rotina e não veremos atos heroicos por parte de quem foi alvo das manifestações. Não esperem renuncia de ninguém, nem mesmo gestos magnânimos, pelo contrario, com certeza estão rindo à custa de quem se dispôs a ir para as ruas.

Ao pegar a roda, arranque-a, sem dó nem piedade.

Meus caros ajudem a ONG VIDA BIXO, você pode doar R$ 10,00 no BANCO DO BRASIL AGENCIA 0231-3 CONTA 36360-X é uma instituição que faz de tudo em favor de quem não pode se defender.

cartao-mario