# Marisa Letícia: A mulher que não era um simples adereço

Ela nunca foi considerada Bela e recatada por nenhuma revista, talvez as lutas vivenciadas,  a força de uma mulher, mãe, esposa nunca tenham sido motivo de uma grande manchete de jornal ou revista.

Quem acompanhou a vida de Marisa Letícia, ex-primeira dama, não tem como negar sua garra.

A “galega”, maneira carinhosa como Lula tratava a sua esposa, sempre foi muito forte.

O que poderia ser notícia sobre Marisa Letícia?  São tantas, muitas são  as provas da resistência dessa descendente de italianos, muito antes do casamento com Lula, ela passou por momentos difíceis. Superou as duas prisões  do marido, as ameaças que ele sofria  e vem sofrendo,  a doença cardíaca de um de seus filhos, além do próprio câncer do marido, onde mostrou seu companheirismo de uma forma incomparável e digna de uma esposa verdadeiramente apaixonada e não um simples adereço como se vê nos dias atuais.

Nos dias de prisão do marido em 1980 dona Marisa começou a mostrar a força que muitos desconheciam. Visitava-o  diariamente, colaborava com o chamado Fundo de Greve que recolhia donativos e verba para as famílias dos operários que cruzaram os braços,  esteve à frente da passeata das mulheres de metalúrgicos. Foi naquele 8 de maio de 1980 que, na matriz de São Bernardo, sofreu um desmaio, mas logo se recuperou e continuou sua luta. Além de cuidar dos filhos e da casa.

Frei Betto disse algo muito claro essa semana , a recuperação de Dona Marisa poderia desagradar àqueles que deixaram o ódio dominar seus corações e já nem mais respeitam a vida de quem consideram inimigos ideológicos.

Assim é o mundo perdemos o amor ao próximo, lemos absurdos, que a doença era falsa tentando retardar uma nova prisão, que era apenas um plano para adiar as investigações da Lava Jato … E eis que o nome de Marisa é chamado, sim, agora o verdadeiro dono do tempo, o único capaz de julgar todo ser humano a chamou para descansar da sua árdua luta.

 Marisa Letícia Lula da Silva, com 66 anos teve morte cerebral nesta quinta-feira. Meus sentimentos a essa companheira, guerreira e do lar…

Vá em paz Dona Marisa a sua luta não acabou ela é nossa e ela continua…

Matéria: