Atenção Brasil em Reforma: Por Mário Machado Júnior

Há muitos anos aprendi com um médico que o primeiro passo, para iniciar o processo da cura, de qualquer doença, é o paciente se conscientizar de que ele está doente. Lógico que se observam as doenças. Mas é uma grande ajuda!

Toda doença/divórcio/luto/reformas, passa por cinco etapas: Negação, Raiva, Negociação, Depressão e por fim Aceitação. Isto é baseado em um estudo de uma médica americana, Elisabeth Kluber Ross, inclusive recomendo o livro dela Sobre a Morte e o Morrer, muito interessante. Mas quero conversar com você que, assim como eu, é “paciente” ou impaciente neste processo de reformas que nosso país atravessa.

Em uma cidade qualquer um homem reparou que morava em uma casa feia, em uma rua feia, em um bairro feio e em uma cidade feia. Aquilo o incomodava muito e ele resolveu mudar o seu quadro. Olhou para sua casa, seu terreno, sua cerca e começou arrumando a cerca, depois capinou, limpou e ajeitou o seu terreno, depois limpou e pintou sua casa, tornando-a a mais bonita de uma rua feia, de um bairro feio, de uma cidade feia. Seus vizinhos vendo que ele havia mudado a cara da casa e da rua resolveram fazer o mesmo. Em pouco tempo aquela era a rua mais bonita de uma bairro feio, de uma cidade feia. Os vizinhos das outras ruas vendo as transformações começaram a arrumar as suas casas e ruas e o bairro passou a ser o mais bonito da cidade feia. O prefeito sabendo daquilo foi visitar o bairro e ficou impressionado e decidiu fazer a cidade ficar bonita também. E tudo começou com uma reforma.

Nós estamos doentes, convença-se disso, além do mais moramos em uma “casa” feia. Não ha mais tempo para a negação, raiva, negociação, depressão agora é a hora da aceitação e a hora de começarmos a mudar.

Imagine-se morando em uma casa ha mais de 70 anos e cheia de gambiarras. Como você se sentiria? Agora imagine-se planejando uma viagem, a viagem dos seu sonhos. Imaginou? Pois bem chega a época da viagem e você não tem dinheiro, não tem passagem, não tem reserva, não tem hotel, não tem nada. A casa cheia de gambiarras é a nossa CLT. A viagem é a nossa previdência.

As reformas são necessárias, importantes e urgentes. O único defeito é que não estão sendo explicadas da forma correta e ai causa muita negação, raiva, negociação (esta está difícil) e por fim a aceitação.

#EM2018EUreNOVO

 

Ajudem a ONG VIDA BIXO LEM:

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/salve-a-ong-vida-bixo