Vergonha nossa! Por Mário Machado Júnior

 

Hoje eu queria estar escrevendo sobre o exitoso encontro do NOVO em LEM, onde tivemos uma qualidade impar de apresentação e de público, obrigado a todos que lá estiveram, porém no meio do evento fomos surpreendidos pelas noticias que ecoaram Brasil afora, por dentro e por fora.

Desde quando foi ao ar a série americana House of Cards, eu via com certo ceticismo esta série sobre os bastidores da política americana. Quando foi ao ar no canal Paramount resolvi assistir para tirar o ranço, e descubro que os americanos são ótimos para retratarem as suas mazelas no modo de reconstituição, mas são péssimos para a ficção, pelo menos na linha política.

Ai acordo hoje depois do terremoto JBS de ontem a noite e vejo que Temer não é Francis Underwood e que Marcela não é Claire Underwood (porém é muito mais bela, recatada e do lar).

Em 2014, inicio da lava jato, pegaram a bandeira do Brasil, desenhada em uma folha de vidro, espatifaram ela no chão e a transformaram em um mosaico onde as peças não se encaixam mais. Mas era uma bandeira a ser espatifada, que tinha que ser arrebentada mesmo e deixar os seus cacos no chão da vergonha e da humilhação.

Ontem mais um caco adentrou no pé dos brasileiros. Quando pensamos que ja conseguimos retirar os cacos de nossos pés descobrimos que não. Ontem o Brasil descobriu que podemos ter pelo menos mais dois presidentes em menos de dois anos, pois se Temer renunciar podemos ter Rodrigo Maia como presidente por 60 dias e depois por eleição indireta, sabe-se lá Deus o que virá. Alternativamente uma PEC de emergência pode nos levar a uma eleição direta. Não sei o que é pior.

Vamos ser honestos, House of Cards é no e é o Brasil. O próprio site da serie disse que assim é difícil competir !

Hoje estou me sentindo que nem o mineirinho, o gênio e os queijos. Não pediu o terceiro queijo porque ficou com vergonha. ESTOU COM VERGONHA!

Ao mesmo tempo que, lava a nossa alma, a operação lava jato, nos obriga a olharmos para nós mesmos e morrermos de vergonha.

 

No Jornal Nacional de ontem, enquanto a jornalista Zileide Silva fazia a sua entrada no ar, uma papagaia de pirata alucinada empunhava um cartaz dizendo: “Eu votei na Dilma” – parabéns votou nela e no Temer que veio a reboque, aliás eles nunca reconhecem isso. Essa papagaia é tão culpada quanto os outros 54 milhões.

NÓS TODOS SOMOS CULPADOS!

Eu votei em Aécio e me sinto culpado também, pois mesmo com o voto a nossa omissão é mais mortal do que a própria ação em si.

Tempo de recomeçar, tempo de pensar de NOVO, tempo de pensar no NOVO!

#EM2018EUreNOVO

Ajudem a ONG VIDA BIXO LEM:

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/salve-a-ong-vida-bixo