DESUMANIZAÇÃO: Por Mário Machado Júnior

Eu tive oportunidade de passar alguns dias em São Paulo participando da Conferência da OAB. Ao mesmo tempo, não pela cidade, mas pelo mundo que vivemos descubro um enorme processo de desumanização.
Começa pelos check-in dos aeroportos, tudo digital. Chamamos o táxi através de um aplicativo. Sem contato humano. Pagamos a corrida com o valor que o programa nos mostra e, conforme o caso por meio de cartão digital.
Encontro máquinas de café nas quais você “deposita” o dinheiro, escolhe o produto e a máquina lhe fornece. Em outra você compra de refrigerante a biscoito passando por chocolate no mesmo sistema.
No caixa eletrônico do banco o mais perto que você chega do ser humano e através de sua digital ou de uma outra parte do corpo. Detalhe, o humano e você mesmo.
Estamos deixando de sermos humanos e passando a digitais (além da própria impressão digital). O contato humano está sendo relegado a último plano.
No aeroporto baixei um programa que me permite ter o “bilhete” digital.
Eu sou um ser humano, você é um ser humano.
Vamos nos reconectar com nós novamente?