Petição pela Luz Eterna do Natal barreirense por Otávio Mariani

xcelentíssimo Senhor Secretário da  Infraestrutura do Município de Barreiras – Bahia.
Dr. João Sá Teles, Eminente Amigo e Líder Doido Mor.
Inicialmente cumpre apresentar as devidas escusas pelo incomodo  nesta manhã de final de Primavera e alviçareiro prenúncio do Solstício de Verão (no hemisfério sul) que nos alcançará a todos em breve e, como sempre, ainda no transcurso do Advento do Natal, evento MOR da cristandade.
Vossa Excelência sabe, tenho quase certeza, data maxima venia, que as Leis da Natureza são Eternas e Transcendentes : Eternas porque imutáveis e Transcendentes em razão de sua impalpabilidade e, por certo, todas elas, se submetidas ao mais tênue exame de plausibilidade, são razoavelmente coincidentes com as conhecidas LEIS DA CRIAÇÃO ou MARCAS DE DEUS que todas as religiões, civilizadas ou não, reivindicam pra si.
Com efeito, precindindo – se do caráter e aspecto fenomenológico, em tudo que há e já é conhecido sob o Sol, em absolutamente tudo e no todo, sob o ponto de vista da universalidade, existe sempre o SINAL, A MARCA OU A ASSINATURA  do criador. Valendo enfatizar que até sob o entendimento fenomenológico, ainda assim, para que seja fenômeno necessariamente há que existir um observador. QUEM SERIA ESTE OBSERVADOR?
Portanto, Senhor Secretário, meu Amigo e Líder Doido Mor, não é difícil perceber e identificar tais marcas ou sinais. O mais simples deles, presente no nosso dia – a – dia,  é a perfeição   derivada da TRINDADE, marca constante e eterna  em tudo: na MATEMÁTICA   (aritmética), ciência de sua predileção, por exemplo, Vossa Excelência, encontrará, necessariamente, o ZERO, A UNIDADE E O INFINITO, sem isso não irá a lugar nenhum; na BASE DO TEMPO  identificará PASSADO, PRESENTE E FUTURO; na compreensão DO ESPAÇO  verificará LARGURA, ALTURA E PORFUNDIDADE;  na BASE DA MATÉRIA  encontrará o Átomo que por sua vez é constituído de PROTON, ELÉTRON E NEUTRON;   no estado da matéria são imutáveis  O LÍQUIDO, O SÓLIDO E O GASOSO. Na e para A  VIDA de qualquer ser animado a tônica é  NASCER, CRESCER E MORRER materialmente.
Há dúvida que tudo é três em um? (TRINDADE)
Ademais, até nas realidades criadas (adventos pós linguagem e cultura dos humanos – com prevalência dos Sapiens), as constantes são as mesmas, ou melhor, as marcas, os sinais são os mesmos. Sem a evidência efetiva deles nada dá certo. Veja por exemplo na cultura dos egípcios, cuja religiosidade era primordial, há um DEUS DO BEM, UM DEUS DO MAL E UM DEUS MODERADOR; na Grécia Antiga a mitologia também aponta a preponderância de TRÊS DEUSES com as mesmas atribuições dos deuses egípcios, o que também ocorre na Roma anterior ao cristianismo porque depois do cristianismo adotado pelo Imperador Constantino passou a prevalecer a Santíssima Trindade PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, três em um do mesmo jeito. Nos conceitos culturais, com excelência nas idéias mais elaboradas, Platão, também por exemplo, em sua REPÚBLICA já doutrinava a forma TRINA dos poderes do Estado, idéia que depois foi adotada por Montesquieu e outros e que perpétua até hoje, mote do sucesso da Revolução Francesa de 1789 ocorrida após os movimentos culturais humanos consubstanciados no Renascimento e no Iluminismo, ambos de orientação TRINA : HOMEM/PENSAMENTO/ARTE OU CULTURA; LIBERDADE/IGUALDADE /FRATERNIDADE. Tudo também três em um.
Na música, expressão eminentemente culta, só se realiza se houver necessariamente MELODIA, HARMONIA E RÍTIMO, três em um novamente.
Neste ponto é que Vossa Excelência entra na história, vez que este arrazoado tem caráter de Apelo, em razão do Cargo de Secretário que ora exerce, autoridade derivada de UM DOS TRÊS PODERES DO MUNICÍPIO DE BARREIRAS, o que justifica e legitima esta minha reclamação na condição de cidadão, munícipe,  contribuinte, eleitor no gozo dos direitos políticos e, sobretudo, observador dos sinais do criador.
 Por ocasião da ornamentação natalina na cidade, registre – se que louvável e de muito bom gosto, foram colocadas TRÊS figuras de anjos na rua ao lado de minha residência, todos tocando trombeta, que suponho tratar- se de GABRIEL, MIGUEL e RAFAEL com a missão de anunciarem o ADVENTO DO NATAL, visto que bem próximo da Matriz de São João Batista, que por sinal tem acesso por TRÊS portas no frontispício ao Oeste, TRÊS altares e sua nave, em TRÊS vãos paralelos, pode ser dividida em três partes iguais na constante ímpar. Teto sustentado por doze colunas (1+2 = 3) ,  escada em caracol de Jacó (Teiceiro  na Ordem da Unção Divina que deu origem ao povo de Israel Habirus-Judeus)   e três são os batentes que dão acesso ao altar MOR, além de outros sinais alí existentes.  Até aí tudo bem, nada de anormal e motivo de muita alegria, como aliás foi ontem o Domingo do Advento da Alegria que mereceu, no Angelus,  consistente homilia do Papa Francisco.
Entretanto, dos TRÊS ANJOS colocados nos postes do centro do canteiro da rua, o primeiro deles, que acredito se tratar de Gabriel –  ANUNCIADOR MOR – por ter sido colocado mais próximo da Catedral, não logrou a luminosidade com que foram os outros dois anjos agraciados. As lâmpadas ou fio de lâmpadas, não acendem e isto tem causado um grande problema por conta da sonoridade que ressoa da trombeta de Gabriel totalmente desafinada em relação às outras duas trombetas.
Desconfigurada, portanto, a necessária e imprescindível TRÍADE  que deve presidir a música celestial e humana : MELODIA, HARMONIA E RÍTIMO.
Neste intuito é que peço, encareço e suplico a Vossa Excelência que venha em socorro de Gabriel determinando que se restabeleça a  luminosidade do amado anjo para que a TRÍADE  (sinalizadora das leis da natureza, consequentemente do criador) se perfectibilize e reine a Alegria do Natal também em nossa rua. Restabelecendo a luminosidade é inteiramente certo que a música das trombetas soará  bela e agradável na conformidade da Trindade.
Tal providência se impõe imperativamente e de modo urgente, o que rogo esteja ao alcance da autoridade devidada do PODER TRINO, rogando ainda que os influxos do Natal, embalados na beleza da sonoridade das trombetas dos anjos, inclusive da trombeta de GABRIEL, possa alcançar Vossa Excelência por toda a eternidade.
Pelo exposto, renovando as escusas pela informalidade, peço deferimento e providências.
Barreiras, 16 de dezembro de 2017.
Otávio Mariani W. Filho.

 

  •  Otávio Mariani é advogado  e foi presidente da Subseção da OAB em Barreiras. Este brilhante  texto  foi produzido em tom jurídico , saudosista e de confraternização entre os amigos de longa data, além de falar sobre os cuidados com as Luzes de Natal. Parabéns pelas linhas iluminadas e alvissareiras meu confrade e amigo Otávio Mariani.