Em cumprimento de mandado de prisão, homem é baleado pela polícia

A equipe de Investigadores da Delegacia de Polícia Territorial de Luís Eduardo Magalhães, cumpriu o mandado de prisão temporária contra José da Conceição Santos, vulgo “Zé”, investigado pela autoria, materialidade e circunstâncias do homicídio de Leandro dos Santos Leonardo, vulgo “Leozinho”, o crime aconteceu em 2 de junho.

A Polícia Civil conseguiu localizar Zé após ele ter agredido com socos e pontapés, além de ter ameaçado de morte a companheira. Ela compareceu no DISEP para registrar ocorrência por ter sido vítima de crime previsto na Lei Maria da Penha. Em diligência em busca do acusado, a equipe da polícia foi recebida a tiros assim que Zé avistou a viatura. O acusado ainda saltou o muro da casa de uma jovem, que ele fez de refém e escudo humano. Após alguns instantes de negociação, José, foi atingido na perna e a refém liberada.

Zé foi socorrido para a UPA e depois foi transferido para o Hospital do Oeste em Barreiras.

Relembre o caso

Leandro dos Santos Leonardo, de 24 anos, natural de Barreiras, foi morto com vários tiros no final da manhã do dia 2 de julho, bairro Santa Cruz III, em Luís Eduardo Magalhães. Segundo informações, o rapaz seguia pela via quando um carro parou e uma pessoa começou a atirar. A vítima ainda tentou correr, mas acabou caindo de bruços, vindo a óbito no local.

A vítima tinha passagem pela polícia por roubo, era usuário de drogas e foi acolhido na Casa de Passagem.