Alunos de enfermagem promovem ações para incentivar aleitamento materno

Uma parceria entre a equipe do Hospital da Mulher e alunos do Curso de Enfermagem da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB), tem proporcionado a realização de diversas atividades relacionadas à Semana Mundial do Aleitamento Materno, que integra o Agosto Dourado, mês dedicado à intensificação de campanhas e eventos sobre o tema. Na tarde desta quinta-feira (09), ocorreu no Centro de Atendimento à Mulher (CAM), uma palestra sobre amamentação, pela psicóloga Jacira Franciosi, que teve as gestantes como público alvo.

“O primeiro leite, que chamamos de colostro, é o que vai dar imunidade à criança, protegendo de várias doenças. Isso demonstra a importância do aleitamento materno desde o início. E tem também o lado emocional fortalecido pelo ato de amamentar. A proximidade, o carinho e o aconchego vão estabelecer um forte vínculo entre a mãe e o bebê”, explicou a palestrante.

Dicas sobre a preparação do seio para a amamentação, a posição ideal para o conforto das mães e dos bebês e a alternância entre um seio e outro também foram abordadas. “Essa palestra me ajudou bastante. Aqui eu percebi que a forma que me ensinaram estava errada. Aprendemos, entre tantas outras coisas, que o recém-nascido deve ficar um pouco mais ereto, e não deitado, como eu imaginava”, afirmou, Ana Vitória Santos, que está à espera do primeiro filho.

Sara Raiane Oliveira Araújo, acadêmica do Curso de Enfermagem da FASB, também falou sobre a importância das orientações. “Algumas mulheres chegam ao hospital reclamando que não têm leite. Após a orientação, elas aprendem a preparar o seio e posicionar o bebê, e tudo ocorre com normalidade, então, muitas vezes é a falta do conhecimento que cria as dificuldades”, disse.

Campanhas e ações

Instituída no início da década de 1990 e promovida em 120 países, a Semana Mundial do Aleitamento Materno ressalta a importância da amamentação para a promoção da saúde da criança e do fortalecimento do vínculo familiar. Em 2017, foi criado, por meio de um projeto de lei (PLC 24/2017), o Agosto Dourado, que incentiva a realização de palestras e eventos; divulgação de informações nas diversas mídias; reuniões; ações de divulgação em espaços públicos; iluminação ou decoração de espaços com a cor dourada.