Regressão de Regime; por Mário Machado

O país vive uma inversão de valores tão grande, tão absurda, que comecei a refletir sobre nossas vidas dos anos 80 para cá e cheguei a uma triste conclusão, o povo brasileiro, como um todo vive um processo de regressão de regime, impressionante.

No fim dos anos 80 recuperamos nosso sacrossanto direito de votarmos para presidente. Elegemos Collor que não durou dois anos se muito.

Vivíamos no regime ABERTO. Tínhamos a liberdade de ir e vir, o crime organizado não era tão organizado assim, tínhamos roubos, furtos, homicídios, estupros, trafico (ainda era de drogas), mas não a neurose que vivemos agora.

Dos anos 1990 para 2000 prosseguimos no regime ABERTO, mas começava a se assinalar que passaríamos para o regime SEMIABERTO, podíamos passar o dia na rua trabalhando, estudando, comprando e vendendo.

Tínhamos até um certo ir e vir, mas a noite tínhamos que obrigatoriamente estar em casa, recolhidos em nossos lares para não sermos penalizados pelas hordas criminosas que se levantavam.

No regime SEMIABERTO a regra é clara, você sai pela manhã, mas obrigatoriamente tem que estar de volta à noite, sendo que é obvio que a sua família fica na grande torcida para que você volte, são e salvo, para casa com sua vida, seu celular, seu relógio, seu cordão, sua carteira, seu veículo, tudo em seu poder.

Hoje, ano de 2019, estamos vivendo uma situação no mínimo curiosa. Por decisão da justiça fomos condenados ao regime FECHADO.

O regime FECHADO já vem de alguns anos afinal, até criaram o chamado home office, no qual você não precisa sair de casa para trabalhar.

No regime FECHADO as notícias estão na TV, no computador, no tablet, no celular. A comida vem em sua casa, só pedir pelo aplicativo. Farmácia? Aplicativo. Banco? Aplicativo. Dinheiro vivo? Nem pensar. É tudo no cartão, seja débito ou crédito.

Visitar alguém após as 19hs? Só se for caso de vida ou morte, caso de velório ou uma festa muito importante, que pode valer a sua vida também.

Literalmente falando estamos presos em regime FECHADO.

E os presos? Estes, enquanto não gastarem todos os recursos (financeiros e de defesa), estão soltos.

Para que prisão depois de decisão em segunda instancia? Quem deveria estar preso já está, o cidadão brasileiro.

Mais notícias clique aqui: www.maisoeste.com.br