Municípios do Oeste integram consórcio para compra de vacinas contra covid-19

Foto//Reprodução

O consórcio público, Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras, chamado de CONECTAR, foi criado para dar suporte aos municípios caso o Programa Nacional de Imunização (PNI) não consiga suprir a demanda nacional.

Esse consórcio é organizado pela Federação Nacional dos Prefeitos (FNP) e foi aderido por 1.703 prefeituras de todo o país, incluindo 24 capitais. Na listas estão nove cidades do Oeste da Bahia; Barreiras, Luís Eduardo Magalhães, Barra, Santa Maria da Vitória, Riacho de Santana, Cocos, Coribe, Correntina, Cristópolis e Sítio do Mato.

O presidente do órgão, Jonas Donizette, ressaltou que o CONECTAR não vai competir com o PNI, mas vai contribuir para acelerar a vacinação no país. Por isso, a ideia é comprar a quantidade de vacinas que os laboratórios tiverem disponíveis, sendo que esse estoque requisitado pelo Governo Federal para compor o plano nacional de vacinação.

A lista com os municípios interessados será integrada ao projeto de lei que será encaminhado às câmaras legislativas, onde o projeto deve ser protocolado e deve ser autorizado em até 15 dias. Em seguida, os municípios devem enviar uma cópia da Lei municipal à FNP até 19 de março.

A expectativa é que até dia 22 de março seja realizada a assembleia de instalação do consórcio.

Quer mais notícias, clique aqui: www.maisoeste.com.br