Pelo menos 21 funcionários da Câmara dos Deputados morreram por Covid-19

Foto//Reprodução

Um levantamento obtido pelo Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e do Tribunal de Contas da União (Sindilegis) aponta que a Câmara dos Deputados contabilizou 21 mortes de secretários parlamentares por Covid-19, do início da pandemia até o dia 1º de março de 2021.

Os dados foram obtidos via Lei de Acesso à Informação (LAI). Segundo o levantamento, 19 servidores aposentados da Casa também faleceram pela doença. Entre março de 2020 e 22 de fevereiro deste ano, 482 funcionários foram infectados pelo novo coronavírus.

Questionada sobre os dados, a Câmara dos Deputados não havia se manifestado até a última atualização desta reportagem.

Após o início da pandemia, os servidores da Casa foram submetidos ao regime de teletrabalho ou revezamento. A maioria dos eventos presenciais também foi suspenso, mas houve retomada parcial das atividades no mês passado.

De acordo com o levantamento, janeiro de 2021 foi o mês com o maior número de óbitos de secretários parlamentares pela Covid-19. Foram oito. O único mês a não registrar mortes foi agosto. Não foram divulgadas informações sobre outubro.

Quer mais notícias, clique aqui: www.maisoeste.com.br